maio 23, 2018

3 momentos em que ser mulher foi difícil

Opa, meu povo! Tudo bem com vocês? Seguimos na luta por nossos sonhos e, com isso, muitos desafios surgem, principalmente para nós mulheres. Compartilho com vocês 3 momentos em que ser mulher foi difícil. Vamos lá?

Durante as últimas semanas vi muitas notícias de mulheres que sofreram diversos tipos de abusos e violência. É uma luta que vai muito além do que abordamos aqui (no caso, o empreendedorismo feminino) e temos sim a necessidade de extrapolar os limites da luta por igualdades!

Quanto mais eu me informo e estudo sobre a pauta feminista, mais vejo episódios de assédio, abuso e violência que as pessoas ao meu redor sofreram (e até eu mesma sofri). Por isso, eu quero começar compartilhando 3 momentos em que ser mulher foi difícil.

3 momentos em que ser mulher foi difícil #elasonhaelafaz

Ainda há muito o que fazer para sermos o que somos em paz. Foto: Pexels

  1. Quando duvidam do meu conhecimento e inteligência

A imagem geral de que mulheres são menos inteligentes e sabem menos é algo sutil, mas que diminui à força a nossa imagem como empreendedora. Quem nunca ficou ouvindo um cara explicando uma coisa que já sabia de trás para frente? Paciência, hein! A situação é grave e já ocorreu com DIVERSAS mulheres. Tanto que esta situação tem um nome: mansplaining. Por mais que demonstremos habilidade e conhecimento em alguma coisa, sempre vai ter um homem querendo explicar algo que já sabemos, numa forma de aumentar seu ego, diminuindo a imagem de uma mulher.

  1. Quando me interrompem a todo momento para falar

Falar por si mesma é tão simples e tão desafiador quando se tem um homem nos interrompendo, não é mesmo? O mínimo respeito de fala em um ambiente de diálogo desaparece quando uma mulher está no meio. Isso porque no geral, existe uma ideia desigual de que a fala de uma mulher possui menos peso do que a fala de um homem. Mesmo que você tenha credibilidade ou alto cargo, em algum momento você será interrompida diversas vezes e, se você não tiver jogo de cintura para contornar esta situação, é bem capaz de que você nem consiga mais falar no ambiente que se encontra. Isso também tem nome! Se chama manterrupting.

  1. Quando se apropriam de uma ideia criada por mim

Não somente se apropriar, mas também levar o crédito pela ideia (!!!) também acontece. Muitas vezes, a ideia foi expressa no ambiente e mesmo o homem se apropriando sem nenhum pudor, as pessoas validam a fala dele. O bropriating afeta as mulheres no mercado de trabalho, principalmente na ascensão de cargos de liderança, porque dificilmente ela será vista como uma pessoa que possui boas ideias, mesmo sendo ela a criadora de algumas delas, pois terá algum homem levando o crédito por suas ideias.

3 momentos em que ser mulher foi difícil #elasonhaelafaz

O Sol brilha para todas! Não vamos deixar de ser o que somos. #elasonhaelafaz Foto: Pexels

Estas definições e alguns outros exemplos podem ser encontrados neste link. É muito importante identificarmos as formas de abuso, até as mais sutis, para que possamos nos empoderar e garantir igualdade no mercado de trabalho e nos outros âmbitos da nossa vida.

Espero muito que tenha gostado do texto! Compartilhe com quem achar especial e comente aqui se você já sofreu alguns destes abusos ou se tem outros tipos que não mencionei aqui.

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

Deixe seu comentário!