mar 23, 2018

6 dicas importantes para você que está vivendo um momento de fracasso

Opa, tudo bom? Espero que sim! Depois de preparar um conteúdo falando sobre inseguranças e medos ao começar a empreender, assunto que as seguidoras do @elasonhaelafaz me mandaram, eu pretendo continuar. Se você ainda não viu o texto passado, clica neste link.

Mas agora, vamos falar de uma etapa difícil na vida das empreendedoras que conseguiram começar a dar os passos no empreendedorismo, mas por algum motivo, o seu negócio não se sustentou.

Vou compartilhar com você algumas dicas importantes para você que está vivendo um momento de fracasso ou se você quer ficar preparada para um momento assim. Vamos lá?

Reveja sua trajetória

Muita coisa aconteceu até o momento do fracasso. As coisas simplesmente “não dão certo”. Por isso, é importante que você consiga enxergar nesta situação um aprendizado que seja valioso para continuar empreendendo. A sua trajetória é cheia de ensinamentos que, na vivência, é bem difícil perceber e refletir. Tire um tempo para você analisar o que pode ser mudado e o que pode continuar.

Modere na cobrança interna!

É bem provável que você esteja se cobrando excessivamente por ter fracassado ou por estar perto disso. Bom, no mundo empreendedor, é preciso mesmo ter este impulso para realizar suas tarefas e ter responsabilidade no empreendimento, mas excessivamente só te paralisa. Se você se sentir à vontade, converse com uma pessoa de confiança e desfaça toda esta carga de culpa e cobrança. Você fez o seu melhor naquele momento!

O velho clichê: Pensamento positivo.

Os clichês são poderosos, não tem jeito! Se tem algo que nos ensina bem por meio de palavras, são os clichês. Então vamos a um que falo bastante por aqui: Alimente seus pensamentos positivos! Eles são essenciais para momentos de resiliência. Você tem um poder aí dentro que pode me mover. Esteja conectada com você e amplifique seus pensamentos positivos!

Busque um “mestre”

Nos momentos de fracasso, é capaz que você duvide de suas habilidades e conhecimento empreendedor. Então vamos trabalhar para nos desenvolver ainda mais? Busque conversar e aprender com pessoas que são na carreira empreendedora e possui mais experiência e conhecimento. Mais de uma mentora? Melhor ainda. O importante é buscar aprender e se desenvolver sempre!

Invista em conhecimento!

Assim como conversar com mentoras, buscar por conta própria aprender sobre algo que você não sabe muito ou desenvolver ainda mais seu ponto forte é um ótimo meio de se reerguer após um fracasso. Você está se fazendo algo para você e vai sair disso tudo muito mais forte!

Viva a fossa!

Pois é. Tá no fundo do poço? Não adianta negar isso dentro de você. Vamos ficar tristes? Vamos. Vamos aceitar o momento? Vamos. Então vamos seguir em frente? POR FAVOR! Viva estas etapas de forma verdadeira para que nenhum pensamento ruim do passado ou receio fique te atormentando. O que passou, passou. O importante disso tudo é tirar um aprendizado de suas experiências, como havia dito lá no começo do texto.

É isso! Quero agradecer a todas que compartilharam suas dificuldades neste momento de fracasso. Sem vocês, este conteúdo não saía! Espero, de verdade, que ajude você a se preparar ainda mais para esta vida empreendedora e que consiga realizar seus sonhos. Fique ligada que estarei fazendo mais conteúdos sobre as dificuldades que compartilharam comigo.

Se você gostou do texto, compartilhe! Você estará ajudando outras pessoas neste momento difícil. Tem mais alguma dica, crítica ou só quer dar um alô pra mim? Comenta aqui embaixo.

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

mar 21, 2018

Como lidar com a insegurança e o medo ao empreender?

Opa, meu povo! Tudo bem com vocês? Esta semana eu pedi para os seguidores do perfil @elasonhaelafaz (Se você ainda não me segue lá, vamos seguir?) me contassem quais eram mais maiores dificuldades deles ao empreender. Como um dos objetivos de estar aqui é poder ajudar mulheres a realizarem seus sonhos através do empreendedorismo, nada melhor do que ouvi-las. A todas que compartilharam suas histórias, MUITO OBRIGADA! Vocês também me motivam e inspiram, sabia?

Como lidar com a insegurança e o medo ao empreender? Esse é o assunto deste texto e tenho certeza que vai ajudar você a realizar seus sonhos. Vem comigo? #elasonhaelafaz

Bom, voltando ao texto, o que elas mais relataram foi a insegurança e o medo ao começar a empreender e o receio de crescimento. Então, prepara um cantinho confortável, se quiser anotar, pegue papel ou caneta (se você for da antiga como eu), e vamos trocar uma ideia séria juntas.

O que muitas me contaram é o que geralmente acontece com literalmente todas as pessoas em qualquer parte de suas vidas. O novo é algo que ainda assusta as pessoas e é totalmente compreensível. Mas este novo não quer dizer que seja desconhecido! O medo e a insegurança podem ser amenizados com um bom planejamento e organização. Vou deixar organizado aqui tudo o que você precisa saber para lidar com a insegurança e medo ao empreender, através de experiências próprias e muita pesquisa.

Cada negócio é único

Por serem únicos, não adianta fazer comparação com o que você tem e com o que os outros têm. Isso só alimenta a sua fonte de medo e insegurança. Por isso, é importante saber que cada negócio é único e tem seu propósito na sociedade. Este empreendimento veio do seu sonho, um ser ÚNICO e ESPECIAL. Por isso, seu negócio não seria diferente!

Descubra a fonte dos seus medos

Falando em (não) alimentar os medos, precisamos saber da onde veio este medo, esta insegurança. Foi uma experiência sua no passado? Foi algo que você leu ou viu? Conheça a fonte de tudo que te paralisa. Conseguiu achar a sua fonte? Então tente entende-la! É importante observar isso com uma parte de você e que é normal! Compreenda o que faz você sentir insegurança e crie soluções para contorna-la. Enfrentar, geralmente, não é a forma mais eficaz e muito menos mais fácil. Mas, com dedicação e aceitação, você consegue contorna-la e até mesmo diminuí-la.

Planejamento é tudo!

Como estamos lidando com o medo e a insegurança, pensamos em situações hipotéticas por muitas vezes. É importante substituir estes pensamentos limitantes com um bom planejamento do seu negócio. Desta forma, você consegue observar o futuro do seu empreendimento com mais clareza e consegue fazer decisões com mais segurança. Eu tenho um vídeo que pode te ajudar MUITO nessa parte. Vou deixar o link aqui.

Analise sua história empreendedora

Algumas pessoas que compartilharam suas histórias me contaram de fracassos e tentativas de empreender. Eu vejo isso como uma baita coragem! Pensa comigo: Essa pessoa deu o primeiro passo, que já é difícil para algumas, ela se esforçou com as ferramentas e conhecimento que tinha no momento e foi realizar seu sonho. Olha, tá de parabéns! Não deu certo no momento? Que bom! Não era para ser. O importante é observarmos estas tentativas e o fracasso como uma (bela) forma de aprendizado. Por meio de experimentações, você adquiriu informações valiosas para saber qual caminho não seguir e qual caminho seguir desta vez. Por isso, analise com honestidade e sem julgamentos o que você fez nestas tentativas e veja o que você pode mudar e o que pode continuar tentando.

Converse e ouça outras empreendedoras

Trocar ideias sobre o assunto é uma ótima forma de ganhar confiança, sabia? É a oportunidade que você tem de ter novas ideias e novas possibilidades para começar. É o que estamos fazendo neste momento, percebeu? Neste exato momento você está em contato com novas ideias e tem a oportunidade de conversar sobre sua história. Você também tem a possibilidade de ter um ganho de conhecimento ainda maior com o meu curso online, que tem conteúdo que não falo aqui, além de conhecimento exclusivo de Los Angeles, diretamente de empreendedoras consolidadas dos EUA. Vou deixar o link com maiores detalhes aqui.

É isso! Sentir insegurança e medo fazem parte de nós. Mas isso não pode nos paralisar! Temos algo muito especial para realizar: nossos sonhos. Então, reveja o que sente e vamos à ação! Você tem muito para contribuir e tenho certeza que seu sonho vai se realizar.

Se você gostou deste texto, compartilhe com quem quiser! É uma forma de ajudar mais pessoas. Comente aqui embaixo se você tem dúvidas, dicas ou quer só dar um alô mesmo!

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

mar 16, 2018

O que é ser uma empreendedora?

Opa, meu povo! Tudo bem com vocês? Espero que sim! Para quem está aqui pela primeira vez, meu nome é Patricia Brazil e falo neste site sobre empreendedorismo e business. Tenho atuado no mundo empreendedor há mais de 8 anos e já falei de muita coisa por aqui. Mas o que tem dado dúvidas ainda em muita gente é algo lá do início. Então, vamos ao assunto!

Dentre alguns objetivos que tenho ao compartilhar conteúdo relevante, o de ajudar as pessoas que querem abrir seu próprio negócio é uma delas que guardo com carinho. Muitas mulheres se esforçam para transformar seus sonhos em realidade e é uma honra poder ajudar. Mas para começar, acho que é muito importante mostrar para essas pessoas, e pra você também, o que é ser empreendedora. Vamos lá?

Não que você vire uma outra pessoa ao se tornar empreendedora, mas sua vida vai mudar um pouco, porque você perceberá que nem tudo é como foi mostrado para a gente.

Para começar, preciso mostrar para você que a estabilidade é um momento bem curto na vida de uma empreendedora. As mudanças irão acontecer durante toda a sua carreira e lidar com esta oscilação faz parte de uma empreendedora. Se você ainda tem a crença de que levantar um empreendimento próprio significará ter mais estabilidade, preciso avisá-la que não será assim. Por vários motivos como concorrência, mercado, planejamento interno, novas tecnologias e tantos outros, o ambiente de negócios terá altos e baixos. O seu objetivo como líder do business é buscar ir o mais alto possível e conseguir mais impulso nos momentos baixos para continuar crescendo. Mas, de qualquer forma, as mudanças serão parte da sua trajetória e tudo bem ser assim para uma empreendedora.

O que é ser uma empreendedora? - image by freepik

Pode ser que você não consiga lidar naquele momento com uma reviravolta e fracassar com um passo a frente. Garanto que isso vai acontecer pelo menos uma vez com qualquer empreendedora! Lidar com este momento desistindo do seu sonho não é o que uma empreendedora faria. Ser empreendedora significa agarrar a única chance de continuar, dentre inúmeras oportunidades de desistir. Significa que um fracasso, vista por uma empreendedora, nada mais é do que a certeza de que o caminho não é aquele e que há sim um caminho para continuar, só não achou naquele instante. Perceba que aqui eu dei importância à percepção em relação ao problema, não ao problema em si. Essa é a sacada! Como você reagirá em relação ao desafio?

Ser empreendedora também significa perceber que você sempre estará em processo de aprendizagem. Quando despertamos a vontade de empreender, é porque vimos em nós um potencial para isso. Pode ser a habilidade com vendas, com planejamento financeiro, qualquer potencial que te ajude a começar. Mas, como uma empreendedora que será uma líder, precisamos estar em constante aprendizado profissional. É bom também termos aprendizado pessoal, porque, né, lidamos com pessoas! Então, o posto de “pessoa que sabe de tudo e não precisa de mais nada” não é, definitivamente, o posto de uma empreendedora e que bom que não é!

Bom, dentre várias coisas que definem o que é uma empreendedora, trouxe algumas que podem ajudar você. Espero muito que tenha gostado e se tiver mais dicas que definem o que é uma empreendedora, terei o prazer em ler. Deixe aqui nos comentários!

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

mar 5, 2018

Dica para aprender de forma autônoma e se desenvolver!

Opa! Tudo bom? Sabe dizer se você tem estudado certo durante a vida? Eu vim para te dar uma dica para aprender de forma autônoma e se desenvolver! #elasonhaelafaz

Queria começar este texto perguntando a você se por acaso você já tentou estudar por conta própria um assunto qualquer. Acredito que a grande maioria vai dizer que sim. Tem sido normal, atualmente, aprender de forma autônoma para se desenvolver no trabalho, na vida pessoal ou um hobby qualquer. Os recursos que temos nos ajudam e muito nesse assunto! Estamos neste mundo incrível chamado internet e por aqui dá pra obter informação sobre quase tudo que quisermos. Tem uma dúvida? Tire seu smartphone da bolsa e dê um Google. Simples!

Mas e quando o assunto requer mais concentração e dedicação, como isso funciona? Tem gente que tem muito mais facilidade para lidar com o aprendizado autodirigido. O autor Blake Boles fala mais sobre aprendizado autodirigido neste livro. Dentre algumas características, essas pessoas são auto motivadas e esclarecidas em relação aos seus objetivos. Antes que pense “não tenho nenhuma destas características, não vou conseguir estudar por conta própria”, termine este texto. Tenho certeza que você vai mudar de ideia!

dica para aprender de forma autônoma e se desenvolver - image by freepik

Para aprender de forma autônoma e se desenvolver, comece com experimentação. leia sobre tópicos de um determinado assunto, veja um vídeo aqui e ali, ouça um podcast. É importante você explorar o campo de conhecimento que deseja aprender e sentir se este é o assunto que quer absorver no momento. Se você curtiu a ideia, você está pronta para a próxima etapa.

Mas antes, vou contar uma história rápida. O Psicólogo e pesquisador K. Anders Ericsson e sua equipe realizaram uma pesquisa para saber mais sobre aquisição de habilidades. Eles foram até uma importante academia de música para estudar os alunos e pediu para os professores dividirem os alunos em três grupos:

  1. Os melhores alunos
  2. Os bons alunos
  3. Os médios alunos

Isso em relação ao potencial de cada um, visto por seus professores. Aí a equipe de Ericsson entrevistou todo mundo, querendo saber o que eles fazem para aprender sobre violino, especialidade da academia. No primeiro momento, tudo parecia bem parecido entre os grupos. Eles separavam uma determinada hora média semanal para exercitar, praticar e aulas na academia. Então eles foram mais a fundo.

E então acabaram por descobrir que o grupo 1, os melhores e mais promissores alunos, faziam uma rotina de aprendizagem diferente dos outros grupos. No geral, não era fácil, e sim cansativa, desafiadora e incômoda. K. Anders Ericsson nomeou esta rotina de prática deliberada.

No final eles também descobriram que todos tinham mais ou menos o mesmo tempo de academia de música, mas que na prática deliberada, os melhores acumulavam mais tempo. Opa! Será que descobrimos aí uma forma de aprendizagem? Pois é. A equipe descobriu que esta rotina se aplicava em esportes, ciência, business… era possível se desenvolver dessa forma em qualquer questão.

Mas e aí, como funciona essa Prática deliberada?

  • Você precisa definir exatamente o que você quer alcançar. Exemplo: Eu quero saber fazer tal função no excel. Não generalize como só saber mexer no excel.
  • O objetivo desta prática é te dar um impulso equilibrado de performance. Então, é importante você dividir o treino em pequenas partes equilibradas de dificuldade, de acordo com sua situação atual.
  • A rotina aqui proposta é de repetição. Então, realize este estudo até se tornar habilidosa no assunto e aí partir para a próxima etapa.
  • É importante nesta prática saber de uma outra pessoa, que saiba bem sobre o assunto, sobre a sua evolução. É uma forma de saber como você está indo.
  • A prática deliberada não é divertida. Costuma ser cansativa e difícil.

Assim, diversas instituições de ensino aplicam o ensino. Com professores dispostos a colaborar com feedback. Eu sei que parece estranho este método quando o assunto é aprender sozinho, quando se fala em rotina trabalhosa e tal. Quando ver os resultados desta prática, você verá tudo de outra forma.

A outra dica que eu dou pra vocês é que, se forem estudar sozinhas, procure ajuda de alguém com mais conhecimento que você e de preferência que esta pessoa coloque objetivos práticos e que seja firme em relação ao seu progresso. Mas você pode aplicar esta prática na forma comum de aprendizagem, em um espaço definido, com turma e professor. Basta participar das aulas e depois complementar com a Prática deliberada.

De qualquer forma, deixo aqui a importância de estar sempre em processo de aprendizagem. Em qualquer parte da sua vida, estar disposta a aprender, significa ter uma mente aberta para novas possibilidades e encontrar uma função que você tenha prazer em realizar e, ao mesmo tempo, seja recompensada da forma que merece. Aprender e ensinar são coisas que todos e todas temos que fazer na vida e é uma das formas mais nobres de se viver!

É isso! Espero muito que tenha gostado deste texto. Se você quer ajudar outras pessoas a se desenvolver, compartilhe este conteúdo! Tenho certeza que sentirá um prazer em proporcionar evolução para as pessoas. Comente aqui embaixo sobre mais dicas, críticas ou qualquer coisa que quiser. Estou sempre de olho nas interações!

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

mar 2, 2018

Como melhorar sua performance mental?

Opa! Quer saber como melhorar sua performance mental e ganhar mais produtividade? Fica aqui comigo que eu vou te dar informações importantes pra você! #elasonhaelafaz

Quando estamos no ritmo acelerado de trabalho, o que mais queremos de nós mesmos é foco e produtividade, não é mesmo? Quando se trata de um negócio próprio, acredito que a cobrança é ainda maior. É o seu sonho que está nas suas mãos e você tem um enorme desejo de fazer acontecer. Por isso, recorremos a formas de trabalho que, ao longo do tempo, vamos encontrando por nós mesmas. Porém, nem sempre estas formas ajudam. E é isso que eu vou mostrar pra você!

Multitarefa. Palavra que vem representando o modo de vida profissional de praticamente todos, atualmente. O desenvolvimento de tecnologias estão nos proporcionando uma cartela enorme de possibilidades e isso é maravilhoso. Acontece que, com várias possibilidades de obter informações, fica difícil focar em um só. O Adam Gazzaley é um neurologista e empreendedor dos EUA. Ele compartilhou um insight muito importante. Sabe quando estamos fazendo mais de uma coisa ao mesmo tempo e uma destas coisas é olhar as redes sociais, de vez em sempre? Pois é. Essa sensação de ansiedade que temos ao fazer várias coisas ao mesmo tempo e ter uma preocupação especial em observar o que acontece nas redes sociais é chamado lá fora de F.O.M.O (Fear of missing out ou medo de perder alguma coisa).

Como melhorar sua performance mental? #elasonhaelafaz

Tem dias que a gente fica doidinha! Fonte: Freepik

É um estado que acaba gerando estresse e perda de produtividade. Levando isso pra vida profissional, quem nunca deu uma olhadinha “rápida” no email ou nas mensagens do whatsapp business enquanto estava em uma reunião? Dessa forma, você perde a concentração na reunião e não lê as mensagens com a devida atenção. Isso normalmente gera frustação e culpa na gente. A informação que o Adam compartilha é que quando estamos expostos a fontes de informações diferentes, o valor dado a cada um diminui. Por outro lado, o acesso a essas informações é maior. É uma mudança na forma de consumir informações que precisamos aprender.

Mas e aí, como podemos melhorar sua performance mental? Simples! A gente sempre acha que pode fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo e que multitarefa é uma característica forte em você. Mas saiba que, com essas informações que vimos, a história é outra. Ter atenção plena em uma tarefa pode melhorar muito a sua performance mental e sua produtividade. Apesar de parecer que tudo acontece ao mesmo tempo, você pode hierarquizar suas tarefas e realizá-las uma a uma.

Inspira, respira, não pira!

Além da produtividade, o fator diminuição do estresse é importantíssimo! Imagina ter um trabalho que te dê uma satisfação maior em realizá-lo? É uma das coisas que buscamos quando empreendemos e nada mais justo do que realizar a nossa vontade de empreender com mais qualidade.

Então, por mais que você se veja como capaz de realizar várias coisas ao mesmo tempo, tente colocar em práticas estas dicas valiosas. Tenho certeza que você vai sentir uma diferença positiva na sua vida, em todos os aspectos!

Se você gostou do texto, não deixe de compartilhar! É uma forma de transmitir conhecimento valioso para as pessoas. Quer deixar mais dicas, críticas ou falar qualquer coisa? Comenta aqui embaixo que terei o prazer em ler.

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri