nov 9, 2018

Intensivo para a sua carreira empreendedora: Conheça a SGE

Opa, tudo bom?

Hoje eu vim compartilhar com vocês uma dica incrível para quem busca um intensivo para a sua carreira empreendedora. Tenho certeza que você vai gostar!

Por mais de 10 anos estou na carreira empreendedora e durante este tempo tive muitos parceiros, mentoras e oportunidades de negócios através de conteúdo relevante trocado por pessoas e empresas. Mas este é um dos grandes momentos que aguardamos chegar, ansiosamente.

Eu estou falando da Semana Global do Empreendedorismo.

Em diversos pontos do mundo são produzidos eventos, palestras e atividades que abordam o empreendedorismo e suas mais variadas questões, como o empreendedorismo feminino por exemplo.

Durante a semana do dia 12 até o dia 18 de novembro, teremos aqui no Brasil muitas atividades que visam capacitar tecnicamente e também na prática pessoas que se interessam pelo assunto, que querem começar a carreira ou já possuem uma carreira empreendedora e querem se atualizar. Para todo mundo há uma chance de se desenvolver!

E é claro que o #elasonhaelafaz não ia ficar de fora, não é mesmo?

Durante a semana do dia 12 a 18 de novembro teremos vídeos no canal TODOS OS DIAS! Além disso, você vai encontrar aqui no blog assuntos mais especializados, no perfil do Instagram teremos dicas e insights para motivar sua semana e avançar ainda mais para a realização dos seus objetivos.

Serão dias importantes que daremos uma atenção ainda mais especial para você que, assim como eu, encontrou sua paixão no empreendedorismo! Até mesmo você, que ainda pretende mergulhar de cabeça nos seus projetos empreendedores, mas não se encontrou por completo, você também terá espaço aqui e nas outras plataformas para se descobrir e trabalhar de acordo com suas paixões e sentir que realmente está agindo para transformar o mercado e a vida das pessoas.

Acompanhe as plataformas para se informar, conseguir insights, se desenvolver e também participar com experiências, sugestões, dúvidas e com seu conhecimento. Vai ser um ótimo intensivo para a sua carreira empreendedora. Tenho certeza que serão dias inspiradores!

E aí, vamos com tudo?!

Um beijo, tchau!

Quer saber mais sobre o SGE? Entra aqui.

 

nov 6, 2018

Desânimo durante a carreira. Vamos falar sobre isso?

Opa, tudo bom?

Uma das preocupações que recebo e que todo mundo que decide caminhar pela carreira empreendedora tem é o desânimo durante a carreira. Vamos falar sobre isso?

Bom, primeiramente, quero falar com você sobre o que a gente vê por aí. Muita animação, atividade e energia, principalmente no feed. Assim, podemos pensar que há pessoas que nunca ficam desanimadas, e isso não é verdade! É totalmente normal nos sentirmos desanimadas com algo. É um sentimento que, sem exageros e anormalidade, indica algo na nossa vida de deve ser aceito ou mudado. Até aí, parece fácil né? Mas e quando o desânimo não termina?

É para ficar em alerta, moça. Aqui, vou falar com o que é real, o que no plano da ação pode ser realizado.

Calma, amiga! Vou te ajudar.

Todas e todos nós temos conflitos mentais e emocionais que podem refletir com sentimentos negativos e sintomas físicos, inclusive. É fundamental você identifica-as através da ampliação do seu olhar perante às suas ações. No bom português, é você olhar para o seu presente e passado, sem fragmentar a sua realidade em crenças, e ver como seu conflito age nas suas escolhas e ações. Não é fácil, já vou te avisando! Sozinha não é possível, vai ser importante você ter o acompanhamento de um profissional da área da saúde mental (um psicólogo/psiquiatra/terapeuta).

Se você conseguiu observar os seus conflitos e como eles atuam em você, é preciso sempre lembrar de algumas coisas:

  • O pensamento, na maioria das vezes, é mentiroso;
  • Mudanças abruptas são ilusões;
  • Trabalhe sempre com o real.

 

Sobre o pensamento, o que quero dizer é que na grande maioria os seus pensamentos são estruturados também sob a influência dos seus conflitos. Então, pode ocorrer de vir pensamentos que não são verdadeiros, como: “no que as pessoas vão pensar? ” Ou “Não sou capaz de fazer isso”. O que o pensamento das pessoas, vai mudar na sua realidade? Os pensamentos alheios são realmente importantes para o que você faz? Você, já observou melhor as suas realizações de vida para constatar que não é capaz? Qual é o primeiro passo para se tornar mais capaz de realizar algo?

Percebe que, quando olhamos para nós com mais distância, afeto e sensatez, as coisas mudam um pouco?

Outra coisa que a gente se ilude é as mudanças. A gente tem a ânsia de mudar tudo rapidamente. Internamente, a gente precisa viver com consciência cada passo que damos para a evolução acontecer e, assim, haver mudança de verdade. Se a gente faz, por exemplo, academia 5 horas por dia, durante 5 dias da semana, do nada, essa rotina não vai se sustentar por muito tempo, tenho certeza! Sabe o porquê? Por que você agiu na ânsia, na euforia, não esteve presente por inteira. E com certeza seus conflitos irão te vencer, e o desânimo vai voltar com mais força.

Então respira, amiga. Respira com calma e se reconecte com sua essência.

É assim que quero te ver, sorrindo!

Volta para a sua existência e observe que primeiro passo você pode dar agora. Viu que conseguiu dar o primeiro passo? Dá o segundo. Depois o terceiro, o quarto e assim por diante. Não espere as coisas mudarem em você para agir. Se movimente para ver as coisas mudarem em você. Não é fácil, eu sei. Mas as coisas realmente mudam se você conseguir.

É provável que, nessa caminhada, você imagine e pense diversas coisas só para você voltar ao que era antes, de volta à zona de conforto dos seus conflitos. Talvez você queira barganhar com estes pensamentos e caia na armadilha deles. Lembra que, na maioria das vezes, o pensamento é mentiroso?

Então, volte sua atenção sempre para o real. O que você vê? O que você fez? Suas realizações mudaram sua vida? Faça estes questionamentos para você mesma e compare com o seu primeiro, segundo, talvez até o seu terceiro pensamento. Sempre ampliando a sua atenção para suas realizações. Assim você até consegue sentir prazer por ter conseguido fazer alguma coisa que imaginava não conseguir. E é bom comemorar, faz parte da caminhada!

Lembre-se: O desânimo em si não é ruim. É só um sentimento seu, como qualquer outro. O problema é quando há sofrimento e/ou um padrão que prejudica você e os outros ao seu redor. Procure ajuda profissional para cuidar do seu coração e da sua mente. Eles são importantes demais para serem deixados de lado.

Espero muito que este texto te ajude a se sentir um pouquinho melhor! Aqui eu montei este texto baseado na linha existencialista da psicologia. Mas existem outras linhas que podem ser mais compatíveis com você. Pesquise, experimente até achar uma forma que se sinta bem. Compartilhe este texto com mais pessoas e assim você estará ajudando-as a se livrarem de um sofrimento na vida delas. Olha que incrível!

Tem sugestão de tema? Comenta lá no @elasonhaelafaz que terei o prazer de ler!

Um beijo, tchau!

ago 21, 2018

Preguiça não existe. Saiba o porquê.

Opa, tudo bom?

Nessa jornada empreendedora, nós dedicamos grande parte do nosso tempo se aperfeiçoando e estudando nossas ações para sempre melhorar. Até porque, por mais se sejamos mais afinadas na ação, sempre tem um ponto a melhorar aqui e ali. E qual é o assunto mais temido quando falamos em ação? É a preguiça. Coisa simples, que atrapalha demais a nossa vida!

Hoje eu vim aqui para compartilhar com vocês algumas dicas valiosas sobre isso. Quero mostrar que preguiça não existe! Fica comigo que vou explicar melhor. Vamos lá?

Eu já falei sobre preguiça e dei dicas importantes que podem ajudar você a começar a se livrar deste hábito. Mas como nos envolvemos com empreendedorismo, sabemos que nossa produtividade conta muito na realização dos nossos sonhos. E por isso, momentos perdidos de forma banal são extremamente prejudiciais.

Mas como assim preguiça não existe?

Aposto que você está curiosa, não é mesmo? Bom, pode parecer estranho, mas na verdade é que o que chamamos de preguiça, não é beeeem isso. Bom, acho que os dados que eu vou compartilhar com você aqui vão explicar melhor.

A psicóloga social, escritora e professora de psicologia desde 2012, Erika Price, analisou por 6 anos estudantes e profissionais perderem prazos, não conseguirem concluir suas tarefas, desperdiçar tempo precioso. Quando observamos ações parecidas, é comum encontrarmos pensamentos e discursos que simplesmente julgam estes comportamentos. No entanto, Erika foi além e quis entender a situação e contexto que estas pessoas se encontram e o porquê deles agirem desta forma.

ela diz: “Quando vejo um aluno não conseguir concluir tarefas, perder prazos ou não entregar resultados em outros aspectos de sua vida, pergunto: quais são os fatores situacionais que mantêm esse aluno a sua volta? Quais necessidades atualmente não estão sendo atendidas? E quando se trata de “preguiça” comportamental, fico especialmente comovida em perguntar: quais são as barreiras para a ação que não posso ver?”.

Então, sua fala já esclarece muito do nosso questionamento! Na verdade, a preguiça deve ser chamada, em alguns casos, de barreira invisível. Isto por que ela defende que nossas ações são baseadas nas situações e contextos que vivemos. Como exemplo e inspiração, ela cita o trabalho de uma escritora chamada Kimberly Longhofer. Ela estudou o comportamento dos sem-teto dos EUA, sobretudo a tendência de iniciarem vícios em álcool e cigarros. Assim como Erika, Kimberly também observou o contexto e situação pelo qual estas pessoas passam para explicar o motivo pelo qual pessoas de rua entram em dependência química.

Mas voltando para a preguiça, ou barreiras invisíveis, quando tocamos neste assunto, pensamos o quanto é negativo moralmente deixar de fazer algo por “preguiça”. No entanto, deixamos de lado a situação e contexto que nos leva a não fazer algo. Então focamos na culpa que sentimos ao não fazer a tarefa, o que acaba nos paralisando ainda mais e conscientemente escolhemos a auto sabotagem. Na verdade, quando estamos com o desejo grande em começar um empreendimento, temos duas situações que surgem, geralmente:

  • Sofrimento por conta da ansiedade em realizar suas ações de forma correta e nunca achá-las boa o bastante;
  • Confusão em encontrar o caminho para começar.

Com isso, é certo de que nos sentimos paralisados, e, sem um entendimento amplo da realidade, encaramos como um ato de preguiça. Mas na verdade, não tem nada a ver com motivação, força de vontade e disposição, e sim com medo de fracassar, ou falta de conhecimento em como começar um empreendimento enorme e complicado.

Ninguém escolhe fracassar.

Escolher falhar não tem sentido e nunca vai ter! A questão é que há uma razão pelo qual você ou alguém não está realizando uma tarefa como deveria, ou se atrasando sempre para seus compromissos. Temos toda a capacidade para se desenvolver e crescer. Caso não esteja conseguindo, é porque você ou alguém precisa de ajuda para entender a situação e assim, por conta própria, encontrar mecanismos para progredir. E isso é totalmente normal!

O que quero levantar aqui é que considerar tudo como “preguiça” é desconsiderar partes importantes da sua vida ou do outro. A gente tem é que considerar que também há limitações se manisfestando e que elas são legítimas. Entendê-las é primordial para que você crie formas para vencê-las e continuar se desenvolvendo.

E aí, quais são as suas barreiras invisíveis?

Espero que encontre a resposta!

É isso. Espero que tenha gostado do texto! Compartilhe este conteúdo e ajude mais pessoas a vencerem a procrastinação e realizarem seus sonhos. Comente aqui se você conhece alguma barreira invisível sua, se faz algo para vencê-la, se tem alguma dica valiosa…

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

 

ago 17, 2018

3 formas de otimizar seu tempo de produção

Opa, tudo bom?

Com a minha trajetória como empreendedora, pude ver que sempre podemos evoluir para que nossos objetivos sejam alcançados. Nos mais diversos pontos da nossa vida, podemos crescer. Só de acreditar nisso já é uma evolução!

Hoje, com o tempo valendo tão pouco, temos que aproveitá-lo ao máximo, não é mesmo? Tratar seu tempo com inteligência é uma escolha irrecusável para quem busca empreender ou já está caminhando com seu business.

mulher de bem com o tempo

Por isso, eu venho aqui compartilhar com vocês 3 formas de otimizar seu tempo de produção. São meios reconhecidos e que podem te dar a organização necessária para sua rotina. Vamos lá?

5W2H

É um método que se baseia em 7 perguntas que irão te dar um norte para realização das suas tarefas. Desta forma, você identifica seus afazeres de forma objetiva. São estas as perguntas:

WHAT – O que será feito?

WHO – Por quem?

WHY – Por que?

WHEN – Quando?

WHERE – Onde?

HOW – Como?

HOW MUCH – Quanto custará?

É das iniciais destas perguntas que saíram o nome deste método. Com estas perguntas respondidas para cada tarefa, fica mais claro para você identificar o que deve ser feito e o que deve ser delegado. Ou mesmo aplicando só para você, o método se encaixa bem, pois elimina dúvidas sobre cada tarefa e dá mais objetividade ao seu momento de produtividade.

Pomodoro

Essa técnica é bem famosa, mas sempre bom lembrar! Ela foi criada primeiramente para atender à estudantes para obter maior rendimento nos seus estudos. Mas este método também pode ser usado no seu trabalho. A técnica busca melhorar a sua concentração e a relação entre descanso e ação. É assim que funciona:

  • Liste suas tarefas;
  • Separe 25 minutos para realizar um a um, sem interrupções, totalmente focada;
  • Após este período, separe 5 minutos para descanso. Neste período, relaxe da forma que achar melhor;
  • Este ciclo deve ser repetido 4 vezes. Após terminar os 4 ciclos, substitua os 5 minutos de descanso por 30 minutos, até recomeçar os ciclos.

25 minutos é mais do que suficiente para que você fique totalmente focada nas suas tarefas, sem o receio de sobrecarregar. Como você pode ver, é uma técnica que prioriza a ação!

Princípio de Pareto

Que tal você classificar suas tarefas por ordem de importância e, com isso, estabelecer uma ordem para a realização delas? É com isso que o princípio de Pareto atua. Segundo a teoria, 80% das consequências das suas ações advêm de 20% das causas. Isso quer dizer que 80% do que é importante para suas metas é proveniente de 20% do que você faz. Então assim a gente consegue estabelecer uma ordem de importância das suas tarefas e priorizar o que realmente interfere no avanço do seu trabalho. O que fazer com as outras tarefas? Você pode posterga-las ou delegar, caso tenha uma equipe trabalhando com você. É importante lembra-la que para classificar qual tarefa é mais importante, é preciso estar alinhada com o planejamento estratégico da sua empresa.

As 3 formas de otimizar seu tempo de produção podem ser testadas por você! Assim você identifica qual é o melhor método. Mas o mais importante de todas as formas, é decidir verdadeiramente otimizar seu tempo de produção. Não adianta fazer por fazer, não é mesmo?

É isso! Me conta como foi a experiência com estes métodos. Caso tenha um método diferente de otimizar seu tempo de produção, me conta aqui nos comentários! Compartilhe este texto e ajude outras pessoas a realizarem seus sonhos através do empreendedorismo.

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

ago 16, 2018

Guia para ser uma adulta responsável com finanças

Opa, tudo bom?

Eis que você se encontra adulta. Com isso, vem a noção de ganhos e perda de dinheiro, a dinâmica do mercado e nossa postura diante das responsabilidades. Não é fácil ser adulta!

Mas não quer dizer que pode ser superada. Aqui você vai encontrar um guia para ser uma adulta responsável com finanças e ver que ter controle sobre o que ganha te dá uma liberdade bem gostosa!

Então, vamos a que interessa. Vem ver este guia para ser uma adulta responsável com finanças!

foto guia vida adulta #elasonhaelafaz

Começando a vida adulta? Então vem comigo!

  • Você vai precisar de uma reserva de emergência

Quando começamos a vida adulta, vemos o dinheiro caindo na conta e nos achamos incríveis, né? Com certeza você vai se sentir um mulherão quando estiver numa fase ruim e ter um fundo de emergência prontinha. Esta reserva é necessária para todo adulto! Tem algumas formas de ir acumulando este montante e eu vou mostra-la mais para frente. Mas a chave para entender a necessidade deste fundo é compreender a relação entre prazer imediato e prazer futuro. É no prazer imediato que você vai gastar em coisas que possuem valor positivo para você somente naquele momento em que você compra. Depois, provavelmente, este dinheiro gasto irá fazer falta. Já o prazer futuro é a consciência de que o fundo de emergência te dará a sensação prazerosa de segurança e inteligência. Mas para isso deve esquecer o prazer imediato!

  • Pague-se primeiro.

Seu dinheiro só serve para pagar boletos? Então seu dinheiro não é seu. É preciso pagar você primeiro! Isso significa separar um montante para você usar com lazer. Isso também tem a ver com rever sempre com o que você gasta e sua importância no presente e no futuro planejado. Sempre vai surgir oportunidades de ajustar seus gastos de uma forma responsável e alinhado ao seu plano.

imagem-guia-adulta-finanças

Adulta também pode sorrir ao ver seu controle financeiro, tá?

  • A regra 50-30-20 é o lema do adulto

Sabe porquê? O motivo pelo qual este seja o lema do adulto responsável financeiramente é por ser a base da divisão da sua renda. Os números são as porcentagens para cada parte da sua vida. 50% da sua renda deve ser reservada para custos fixos como aluguel, luz, água, transporte, entre outros. Os 30% são reservados para você usar para os seus momentos de lazer. Porque né, a gente precisa viver! E os 20% que sobraram são reservados para serem guardados. Esta é uma dica para você começar a separar montantes para o fundo de emergência e se pagar. Com isso, você tem uma base para também rever seus gastos e observar mês a mês se esta divisão está sendo feita de forma correta. Vai ter mês que você não vai conseguir fazer essa divisão certinha. Tudo bem! Isso acontece e faz parte da vida adulta. Fique atenta com mudanças muito abruptas. Essas sim são perigosas!

Bom, com isso, acredito que todo recém-adulto vai começar muito bem a sua vida! Você vai perceber que a realidade é desafiadora, mas que a sua inteligência e vontade de realizar seus sonhos são ainda maiores!

Espero que tenha gostado! Compartilhe este conteúdo com outros recém-adultos e ajude-os a terem uma vida mais plena. Comente aqui embaixo se você tem sugestões, dicas e críticas.

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri