jun 8, 2018

4 momentos que antecedem um crescimento de carreira

Opa! Tudo bom? Espero que sim! Hoje venho aqui para conversar um pouco sobre a trajetória de empreendedora. Você tem percebido algumas mudanças inesperadas? É bem possível que você esteja em uma fase de crescimento. Por isso, vou listar aqui 4 momentos que antecedem um crescimento de carreira. Vamos lá?

A carreira empreendedora é cheia de oscilações. Se você ainda não se iniciou como empreendedora, fique sabendo logo! Mas acredito que todo mundo sabe disso. E, por conta destes altos e baixos, muita coisa muda no seu negócio, na sua trajetória. Entender como os altos e os baixos podem te beneficiar é ter uma visão sábia de carreira e aproveitar cada oportunidade que surge, mesmo aquelas que não vemos de primeira. Por isso, quero compartilhar com vocês alguns momentos que, juntos, antecedem um crescimento de carreira.

  • O negócio está abalado

Se dar conta que seu negócio está em queda, não significa, absolutamente, que não há como melhorar. Pelo contrário! É um momento bem claro de que as coisas vão melhorar. Isso por que você e sua equipe perceberam que algo precisa mudar e têm clareza do que não vai mais acontecer. Já ouviu a frase “A necessidade faz o homem”? Então, é bem isso! Mas só a necessidade não ajuda. É preciso agir perante à situação com criatividade, objetividade e conhecimento técnico.

  • Sua equipe está bem treinada

Se treinamento não é o problema, aproveite a chance! Sua equipe tem condições de virar o jogo pra melhor, trabalhando de forma profissional e atenção em relação ao cliente. Caso isso já esteja acontecendo e esteja dentro do planejamento, é bem provável que você já tenha reservado uma verba para aumentar a equipe, não é mesmo? Então mãos à obra!

  • Seu público-alvo está mudando

Hábitos de consumo podem variar, de acordo com diversos fatores como tecnologia, política, economia… estar atento a isso e observar uma porta para crescimento é essencial para o seu negócio! De primeira, podemos pensar que a mudança dos hábitos de consumo pode gerar queda em vendas. Se você não acompanhar estas mudanças com criatividade, vai mesmo! Não deixe que as mudanças se tornem prejudicial para seu business.

  • Baixa do Real

Com o valor do Real diminuindo, precisamos aumentar o preço de produtos e serviços para acompanhar a economia. Isso, geralmente causa uma queda nas vendas, porque o salário de uma pessoa fica baixa, se não houver crescimento de salário, o que não acontece geralmente. Então, porque não exportar seu produto? Lá fora, o poder de compra fica maior em relação ao Real. Além disso, o e-commerce facilita muito a exposição do seu empreendimento para qualquer local que tenha internet. Mais pessoas, com maior poder de compra, com a logística alinhada, só pode gerar crescimento!

Bom, meu povo. Estas são alguns dos momentos que antecedem um momento de crescimento. Mas, para haver um crescimento de fato, você precisa ficar atenta à sua postura como empreendedora diante da realidade. Sem isso, não há como encontrar um caminho possível para crescer. Nos bons e nos maus momentos, o que define sua carreira são suas escolhas. Por isso, o “Mindset” tem sido tão falando nos últimos tempos. Uma pessoa pode sim, crescer após um momento desafiador, se houver criatividade, dedicação, disciplina e mente aberta para ir atrás do seu sonho. Eu até falei sobre mindset neste texto.

Espero, de verdade, que este conteúdo te ajude a alavancar seu empreendimento. Se gostou, compartilhe com todo mundo! Você tem uma história parecida pra contar? Me manda pelo comentário que eu vou adorar ler!

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

jun 1, 2018

Como prospectar com qualidade?

Opa, tudo bom? Vem cá, você está com dificuldades para conseguir clientes? Seu negócio está com o movimento baixo? Hoje eu vim para mostrar como prospectar com qualidade e aumentar o número de vendas. Vamos lá?

Com a competitividade aumentando, além da possibilidade aumentada de se comunicar, através das mídias digitais, o contato com o cliente precisa ser bem pensada, para começar a vender. Para trabalharmos com prospecção, precisamos conhecer o público que vamos abordar. Ter informações demográficas, idade, sexo, hábitos de consumo e segmentos que se identificam são dados que ajudam a montar uma persona de prospecção. Se você não sabe o que é persona, é a criação de uma figura humana através dos dados do seu target, para que forme um objeto fácil de observação e para trabalhar.

Para prospectar com qualidade, a persona de prospecção precisa ser feita com atenção, significa que precisamos montá-la com dados relevantes, além de estruturá-la com objetividade. A persona é uma média do seu target, por isso ela não vai alcançar todas as características de todos os indivíduos do seu público-alvo.

Feito esta primeira etapa, vamos à forma de geração do seu potencial cliente, que no Marketing é chamado de lead. Há duas formas de gerar uma lista de leads, que é por Inbound marketing e o outbound marketing. De forma bem resumida, no Inbound, o potencial cliente vai até você e disponibiliza o contato. No Outbound, é a marca que vai até o potencial cliente para conseguir o contato. É importante você escolher a estratégia que você vai escolher, porque são formas distintas e isso precisa ser alinhado com a estratégia de marca, no que combina mais com seu negócio.

Com a forma definida, você deve estar ansiosa para vender, não é mesmo? Mas ó, não vamos olhar lá na frente sem dar os primeiros passos! Como mencionei acima, vamos gerar contato com potenciais clientes. Isso significa que estas pessoas não conhecem ou conhecem muito pouco do seu business! Fazer uma venda para estas pessoas não surtirá nenhum efeito se estes não conhecerem o valor da sua marca. Lembre-se que você quer prospectar com qualidade! Independente da forma que você escolheu para captar leads, gerar valor de marca é o primeiro passo para conquistar estas pessoas e, assim, estreitar uma relação possível para venda. Pensa comigo, você alguma vez quis comprar algo de uma marca que você nunca ouviu falar? Ou um produto que você nem ao menos viu resenha ou opiniões sobre? Pois é! O cliente precisa se informar para entender o que você oferece e associar à uma necessidade que precise ser suprida.

Do tradicional ao moderno. Veja qual forma é mais adequado para o seu target!

Então, para que possamos gerar leads, precisamos conquistar estas pessoas. Se você escolheu o outbound, por exemplo, você irá até o indivíduo para gerar valor e conquistá-lo, certo? Então, ajuste a linguagem de acordo com o seu target, para que fique próximo a ele, mas sem fugir do objetivo profissional de gerar um bom lead. Utilize diferentes canais e com sintonia entre eles. Telefone, linkedIn, E-mail, SMS… independente do canal, trabalhe com sintonia para equilibrar entre não ser tão incisiva e não fugir da meta.

Se você escolheu o Inbound, é bem provável que você precise produzir conteúdo que atenda aos anseios do seu público. Você pode produzir para que o eduque, fazer compreender que seu serviço/produto atende à necessidade do lead ou promover a demanda. Novamente, varie nos canais e ache o mais adequado para o target e use-os com sintonia, ou seja, aproveite as características de cada canal para otimizar o processo.

É importante traçar um fluxo de cadência para que você nem o potencial cliente canse do trabalho. Fluxo de cadência nada mais é do que organizar o uso dos canais dentro de um período de tempo, o seu período de trabalho. Se você trabalha de segunda à sexta-feira, organize para cada dia, qual canal vai usar. Para não sobrecarregar, coloque uma ou duas pausas no fluxo. Trace este fluxo de acordo com o seu negócio, lead e estratégia e terá um trabalho mais otimizado. Esta forma que coloquei foi só um exemplo, você pode montar da forma que achar melhor.

Uma jornada inteira te aguarda. Veja qual é o melhor fluxo de cadência para a sua estratégia!

Durante o fluxo, é importante observar se a linguagem e os canais estão convertendo bem. Faça os ajustes necessários para que o trabalho melhore sempre! Lembre-se, prospecção de qualidade é um processo contínuo, então o ajuste e o controle são partes importantes do trabalho.

Nem preciso lembrar que a personalização e a diferenciação PRECISAM fazer parte deste trabalho, não é mesmo? Se você está fazendo um E-mail marketing padrão, não espere uma ótima taxa de abertura. É neste material que você tem que mostrar todo o diferencial do seu negócio, da linguagem aos recursos visuais, independente da estratégia que você escolheu seguir. Eu tenho vídeo e texto falando sobre isso! Dá uma olhada e crie seu posicionamento.

Organização, controle e transparência para ajustar o trabalho são parte essenciais da prospecção. Se você gostou do tema, compartilhe! Quer saber mais sobre o tema? Deixe seu comentário aqui ou fale comigo no perfil @elasonhaelafaz. É muito importante a sua opinião, estamos aqui para se ajudar!

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

maio 28, 2018

Você já pensou em ser uma franqueada?

Opa, tudo bom? Deixa eu perguntar: Você já pensou em ser uma fraqueada? Aqui eu vou explicar para você o que é, como funciona e se há possibilidade para você trabalhar assim. Vamos lá?

A gente ouve muito por aí a palavra franquia, não é mesmo? O modelo de negócio que estamos falando é bem famoso e já se espalhou pelo Brasil. Mas ainda tem gente que não entende muito bem o que significa esta palavra, além de ter dúvidas sobre como funciona. Por isso, eu vim para explicar tudo e descobrirmos juntas se este modelo poderá ser utilizado por você para empreender.

Se você já pensou em seu uma franqueada, deve ter pensado o que é Franquia, não é mesmo? De modo bem simples, é um modelo de negócio onde uma empresa que possui uma marca, patente, faz a concessão de uso para que outra empresa utilize a marca e o modo de produção. É uma forma da franqueadora ganhar território e promover uma estrutura produtiva e de marca pronta para empreendedoras e empreendedores.

Você já pensou em ser uma fraqueada? #elasonhaelafaz

É assim: Um contrato de concessão estabelecido entre as partes onde a Empresa dona da marca/patente libera os direitos de uso da marca ou produto/exploração comercial do que foi desenvolvido pela dona da marca. Quando se estabelece este vínculo, o empreendedor precisa receber treinamento adequado para reproduzir de forma fiel o produto, serviço, ponto de venda e uso da marca.

Há diversos termos que caracterizam a estrutura de Franquia. Vou falar alguns para você:

  • Royalty: Remuneração periódica paga pelo empreendedor que recebeu a concessão pelo uso da marca e serviços prestados pelo franqueador.
  • Taxa inicial: É a taxa de franquia que é paga logo após a assinatura do contrato. É um valor único estipulado para entrar no sistema.
  • Fundo de Propaganda: É um montante reunido pelo franqueado para adquirir materiais de marketing e propaganda conforme as regras de utilização da marca. Todo franqueado paga para manter este fundo e assim beneficiar toda a rede.
  • Conselho de Franqueados: Grupo de franqueados e o franqueador que se consultam e administram, sobretudo, o fundo de propaganda.

Depois de apresentar o básico do funcionamento de uma franquia, você pode estar ainda com dúvidas sobre que caminho seguir. Eu sei que você tem um sonho e deseja realiza-lo, mas a possibilidade de abrir um negócio que já tem uma estrutura consolidada pode atrair muito! Vamos comparar aqui as características de cada caminho.

Negócio próprio:

O ponto principal é a liberdade de lidar com o negócio da forma que você quiser. Não há franqueador para reportar ou estrutura para seguir. Você montará o seu negócio de acordo com o seu senso. Isso também requer mais responsabilidade! Além disso, é por você a conta de criar a marca, ter a ideia do empreendimento e criar ações de marketing para impulsionar o seu business. Isso requer a competência adequada para o sucesso do seu sonho.

Franquia:

Você começará a partir de uma marca estrutura testada, além de ter ajuda com ações de publicidade. É uma forma menos arriscada de começar, mas têm seus riscos como qualquer negócio. No entanto, você tem mais rigidez no comando, por conta da estrutura de negócio já formada e questões a serem cumpridas. A verificação do andamento da sua administração é algo que vai acontecer, fique sabendo! Mas tudo isso também vem com ajuda na abertura da empresa e em decisões como local do estabelecimento e treinamento.

São características que você, como empreendedora, deve avaliar para escolher algo que se alinhe com a sua forma de trabalhar. Você já pensou em ser uma fraqueada? Em ambas as partes a sua dedicação e profissionalismo vão ser bem requeridas. Caso queira saber mais, nesse link tem uma webnar do SEBRAE que vale a pena ver.

Espero que goste do conteúdo! Me avise aqui nos comentários se você quer ver mais conteúdo relacionado ou outro tema. Compartilhe este texto com quem achar importante! Será de ajuda para estas pessoas.

Um beijo, tchau!

maio 1, 2018

3 Formas de abrir oportunidades na sua carreira

Opa! Tudo bom com você? Espero que sim! Hoje eu quero te contar 3 formas de abrir oportunidades na sua carreira. Serão dicas valiosas que irão transformar sua caminhada e lhe dar muitas chances de crescimento.

Acredito que em alguma vez, durante a caminhada empreendedora você tenha se sentido numa ilha das empreendedoras onde só existe você e mais umas duas. (e olhe lá!) É muito fácil isso acontecer, nós estamos perseguindo um objetivo muito específico e que poucas pessoas nos acompanham. Por isso, fica mais difícil nos desenvolver, trabalhar com confiança e crescer. Por isso eu vim aqui te contar 3 formas de abrir oportunidades na sua carreira. Vamos lá?

  1. Ouça quem tem carreira mais consistente e extensa.

Ouvir pode ser uma das melhores partes de um diálogo, sabia? E se o diálogo for com empreendedoras que já têm mais tempo de carreira e a transformaram em resultados positivos através de empreendimentos de sucesso, é melhor ainda. Ouvir suas histórias, dores, prazeres e experiências de trabalho pode abrir sua mente para possibilidades nunca percebidas por você. Claro que nesta conversa você pode e deve falar a sua história! Uma troca de experiências pode lhe dar novas oportunidades de negócio e de transformar positivamente sua jornada para realizar seu sonho.

  1. Conheça as tendências do mercado.

O mercado tende a sofrer mudanças para se adaptar aos novos hábitos de consumo da sociedade como um todo, além de fatores ambientais, públicos, econômicos, enfim. Por isso, é muito importante saber que novas tendências estão surgindo e o que o mercado tem feito para acompanhá-la. Fortes executivas podem informar como elas e sua equipe procedem em relação ao mercado, além dos seus casos de sucesso. Tudo isso pode levar seu business a sair na frente de concorrentes e você ganhar força como empreendedora.

  1. Observe as principais influenciadoras do ambiente digital.

Esta é uma forma de conseguir mais insights sobre os hábitos de consumo do seu nicho, além de conhecer as questões que seu nicho é mais engajado. Relacionando estes dados ao seu negócio, a chance da sua marca ganhar mais evangelizadores, força de marca e posicionamento sólido de mercado é muito grande. Isso por quê o marketing de influência como um todo têm crescido de uma forma enorme e as influenciadoras possuem uma ligação muito forte com seus respectivos nichos. Criar um relacionamento com elas é uma grande oportunidade de crescimento de negócio e saber como elas se comunicam com empresas e público é o primeiro passo para isso.

Tá bom. Mas como eu vou conseguir isso tudo? Eu vou te dizer agora!

Indo atrás de formas ainda mais impactantes de ajudar empreendedoras a conseguirem alcançar seus sonhos, fui inspirada a levar um modelo nunca feito aqui no Brasil para aproximar empreendedoras, futuras empreendedoras, executivas, influenciadoras digitais e amantes do universo do empreendedorismo feminino em um único local. É neste formato que você terá a oportunidade de conversar com grandes empreendedoras, se informar sobre as tendências do mercado através do relato de fortes executivas e conhecer de perto as influenciadoras que estão bombando.

3 formas de abrir oportunidades na sua carreira

Eu quis levar o que nós temos feito com a hashtag #elasonhaelafaz a um outro nível.

O objetivo que temos aqui de inspirar, levar conhecimento e transformar a vida de empreendedoras e futuras empreendedoras, será incorporado a este evento. “Ela Sonha Ela Faz: A Reunião” será um evento de um dia inteiro com direito a café da manhã, almoço e happy hour, onde teremos palestras, conversas, networking valiosos, do início ao fim do dia. Tudo isso em um ambiente preparado para receber você com conforto e espaço. É um projeto grandioso que implemento aqui no Brasil e que pode transformar de forma positiva a vida de várias mulheres que buscam realizar seus sonhos através do empreendedorismo.

Todas as oportunidades que aqui coloco, eu e muitas outras empreendedoras não tiveram. Ao contrário, tiveram pouco incentivo e muitas barreiras para serem quebradas. Por isso, acredito tanto que este evento pode levar toda uma comunidade de mulheres empreendedoras e se desenvolverem e dar espaço a novas gerações que levarão o empoderamento, independência, sororidade e poder econômico a um novo nível.

Espero muito que você tenha absorvido todo o propósito deste evento e o desejo de realização que diversas pessoas estão colocando neste projeto. Será um imenso prazer ter a sua presença no dia 03 de maio, quinta-feira, em São Paulo – SP.

Para mais informações, acesse este site para saber todos os detalhes do evento e quem estará lá. São nomes de peso, já te adianto!

Se você gostou deste conteúdo, não deixe de compartilhar. É uma forma de ajudar outras pessoas a se desenvolverem através do empreendedorismo. Se tem alguma sugestão, dúvida ou crítica, comente aqui embaixo!

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

abr 2, 2018

Qual é o valor do meu trabalho?

Opa! Tudo bom? Espero que sim!

Vim aqui para conversar e compartilhar algumas experiências minhas no empreendedorismo. Estou nesta jornada há mais de 8 anos e percebo que algumas pessoas se perguntam “Qual é o valor do meu trabalho?”. Essas pessoas têm dúvidas em relação à precificação do seu produto ou serviço.

Sabemos que este é um critério importante na decisão de compra, não é verdade? Então vou dividir com você algumas dicas e informações importantes para você. Vamos lá?

Os negócios estão cada vez mais segmentados e diferenciados. Podemos perceber isso por que o mercado está mais exigente e, por isso, nós como empreendedoras precisamos entender a necessidade do mercado e realizar um trabalho bem específico para atender o nicho. Qual é a novidade nisso? Nenhuma.

Acontece que, com isso, torna-se mais difícil estabelecer um preço que atenda os interesses do negócio e seja justo para o consumidor. Antes, com a baixa diferenciação e baixa personalização de produtos e serviços, não tinha muita diferença entre preços e era fácil definir o valor de um produto e de um serviço. Agora a situação é inversa!

Para responder à pergunta “Qual é o valor do meu trabalho?”, a gente precisa observar alguns pontos em relação ao microambiente e o macroambiente. Se você não sabe o que são micro e macroambiente, leia este texto.

Primeiro: Quanto custa para oferecer este produto/serviço?

Obviamente, há um custo para levar até o cliente um produto ou um serviço. Os custos fixos (aluguel, energia, água, internet…) precisam ser cobertos através de uma média, junto com os custos variáveis (comissão de vendas, por exemplo). Faça uma média destes custos e inclua no preço do seu produto ou serviço.

Segundo: Quanto os meus concorrentes diretos estão cobrando?

Indo para o macroambiente, observe o preço oferecido por seus concorrentes diretos. De acordo com o seu planejamento, trace um valor próximo ao valor de mercado, atendendo ao planejamento interno de competitividade (agressiva ou não). Alguns fatores como tempo de mercado, força de marca e volume de vendas são importantes para definir o preço.

Terceiro: Vamos as ajustes!

Você conseguiu achar um número? Ótimo! Observe se este valor é muito alto. Se for, você precisa diminuir seus custos fixos para manter seu negócio competitivo. Este é o fator que pode ser controlado. Caso não seja viável modificar os custos, avalie se é a hora de diminuir o seu lucro líquido, que é o valor restante da diferença do preço com o custo médio. Pode ser uma forma de se manter ativa.

Além disso, é importante saber como o mercado está e se haverá mudanças que possam influenciar no preço do seu produto ou serviço. Pesquisas de mercado e avaliações internas podem te ajudar neste caso! Pontos como: eventos, poder aquisitivo do cliente, emprego, população, concorrência e novos produtos podem aumentar ou diminuir o preço médio no mercado. Então fique atenta e alinhe o preço do seu produto ou serviço para que fique sempre no nível aceitável para você de competitividade.

Espero muito que este conteúdo tenha ajudado você. Caso tenha mais dúvidas, comente aqui embaixo ou fale comigo nas minhas redes sociais no Youtube, Facebook e Instagram. Gostou do texto? Compartilhe com todas que achar importante receber este conteúdo relevante!

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri