jan 9, 2018

DECIDI SAIR DO EMPREGO CONVENCIONAL. E AGORA?

O-P-A! Tudo bem? Que bom que está aqui! Quer saber quando é a hora certa de decidir sair do emprego convencional e trabalhar 100% no seu empreendimento? Então continue aqui!

Olhando os comentários dos vídeos no meu canal, surgiu uma ideia interessante de assunto. Você está naquela fase onde o seu negócio começou a andar, precisa se dedicar um pouco mais pra fazer acontecer, mas você ainda está em um emprego formal e não vê a hora disso tudo mudar? Com você mesmo que quero falar! Eu sei que a ansiedade de ver seu sonho realizado bate, que você enfim vê seu business evoluindo e tal. Mas eu vou dizer um coisinha, ó: Muita calma nessa hora! E vou te falar o porquê agora.

Muitas pessoas que empreendem acabam fazendo jornada dupla de trabalho para manter as contas em dia e ter um fôlego financeiro suficiente para fazer crescer seu negócio. É bem comum isso acontecer e esta fase requer uma atenção especial, principalmente quando se vê na vontade de sair do emprego convencional e trabalhar 100% no seu empreendimento. No início, o negócio terá pouco fluxo de caixa para manter vivo o negócio e terá pouco ou nada de salário pra você. Por isso, é fundamental que você continue a desenvolver o business até que sobre dinheiro para assalariar a pessoa à frente do negócio, que é você.


Assim que esta fase chegar, é hora de definir as metas que, no mínimo, manterão o capital suficiente para que você continue a receber salário. Acredito que um plano de 6 meses seja suficiente. Neste ponto, você precisa ter segurança para decidir sair do seu emprego convencional para dedicar mais tempo ao seu negócio, por que você ainda terá contas para pagar, minha amiga! Se por acaso seu negócio tropeçar, com certeza você não receberá o querido salário e não terá seu emprego formal para te dar uma base financeira de segurança. Eu sei que não vê a hora de estar plena no seu business, que você acredita que vai dar certo, mas como eu sempre digo por aqui e no meu canal do youtube, nós precisamos sempre encarar riscos de forma calculada.

Portanto, saiba reconhecer o momento certo para dar seus passos. É uma das características dos empreendedores que você mais vai precisar durante a sua carreira. Não deixe a ansiedade levar você a tomar decisões precipitadas e analise a longo prazo a situação do seu empreendimento. Garanto que seu crescimento será bem mais consistente desta forma.

Se você quer saber sobre outras dúvidas que eu recebo, veja este vídeo onde eu respondo algumas delas.

Um beijo, tchau!

*****
Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo sobre o universo #elasonhaelafaz.

jan 8, 2018

Posicionamento de Mercado: Saiba ser autêntica

OPA! Tudo bom? Diz uma coisa, você tem ideia do que seja posicionamento de mercado?

Posicionamento de mercado não é onde a sua empresa vai ficar, e sim a construção da identidade da sua empresa. Neste texto eu darei algumas dicas pra você que quer se diferenciar e conseguir mais notoriedade e vendas, beleza? Vamos lá!

Acredito que quando nós falamos sobre posicionamento de mercado e identidade de marca, a gente logo imagina o logo, não é mesmo? Mas se posicionar vai muito além de uma imagem. O conjunto de esforços para se diferenciar tem a função de conseguir um espaço na mente do seu público quando a necessidade de consumo bater. Isso é fundamental, não só para o cliente, mas para você que quer ganhar espaço e passar os concorrentes. Na parte visual, podemos citar o cartão de visita, o ponto de venda, uniforme, comunicativo interno e externo… Tem muita coisa que pode ser feita. Além disso, tem toda a magia que a gente não vê de primeira, mas que faz toda a diferença! O atendimento ao público, o comportamento dos colaboradores, a forma de se comunicar, eventos… Mas você pode se perguntar: Mas precisa mesmo disso tudo? Precisa e precisa ser feito com constância e planejamento! Olha a sacada: Pode ser que você ofereça um produto ou serviço que outra empresa também ofereça. Pra sair na frente, você constrói toda uma imagem (física e simbólica) que gere identificação com seu público: Ideias, costumes, o espaço onde atua, cultura. Assim, a pessoa vai se sentir muito mais à vontade para buscar o que deseja com você.

Tem também outra situação em que o posicionamento de marca pode te ajudar muito. Se você não se diferencia e, por acaso, seu concorrente perde muitas vendas, isso pode afetar também o seu negócio. Isso por que o público vai observar o concorrente e você como uma coisa só e relacionar os erros do concorrente ao seu negócio.

Posicionamento de mercado #elasonhaelafaz

Tenha uma posição autêntica no mercado!

Portanto, é muito interessante você tratar o posicionamento de mercado como algo que precisa ser feito sempre e com muito planejamento, para que as pessoas consigam te ver do jeito que você se propõe a se mostrar. O momento para posicionar o seu business é agora! Estude, leia e saiba mais sobre diferencial de mercado e procure aplicar isso no seu empreendimento. Depois me conta o que achou, tá?

Um beijo, tchau!

*****
Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo sobre o universo #elasonhaelafaz.

jan 8, 2018

4 DICAS PARA FORTALECER SEU NEGÓCIO

OPA! E aí? Quer saber como fortalecer seu negócio? Vou te dar 4 dicas especiais!

Você já tem em mente o que fazer para empreender e conquistar seu sonho, não é? Saiba que não é só isso que você precisa fazer para alcançar o sucesso. Você precisa fortalecer seu negócio para que os concorrentes não te ultrapassem! Mas como fazer isso? É mais simples do que você pensa e eu vou te mostrar AGORA.

Indo direto ao assunto, vamos conhecer as cinco forças de Porter. Não é Potter, gente! É Porter mesmo. Michael Porter criou no final dos anos 1970 um modelo para que QUALQUER empresa possa se fortalecer contra as ameaças do mercado, principalmente a concorrência. É muito importante você saber o que seus concorrentes estão fazendo e se estão chegando novos players, para que você esteja preparada e mantenha seu negócio próspero. Vamos lá?

5 forças de porter

Aqui em cima você pode ver o desenho do modelo completo de Porter. Vou explicar para você etapa por etapa, para que você termine de ler entendendo tudo e já aplique no seu empreendimento. Vem!

 

  1. Você consegue negociar com seus fornecedores?

É muito importante que você tenha, no modo geral, um bom relacionamento com seus fornecedores e, sobretudo, poder de negociação com eles. Assim você consegue garantir que seus fornecedores continuem sendo seus parceiros e não migrem para a concorrência. É preciso convencê-los sempre de que é um ótimo negócio ser sua parceira!

 

  1. Sabe quais produtos podem desestabilizar seu negócio?

Saber o que os concorrentes estão oferecendo para seu público pode te colocar a frente no mercado, viu? Pesquise sobre produtos/serviços que possam ameaçar seu negócio e assim você pode planejar formas de manter seus clientes fiéis à sua marca. É importante lembrar que nem sempre a empresa que oferece um produto ou serviço parecido com o seu é um concorrente direto. Pode ser que estas empresas trabalhem com públicos diferentes, o que pode interferir pouco ou nada no seu negócio.

 

  1. Seus clientes tem uma boa relação com você?

Isso não precisa nem ser falado, né? Sabemos o quão importante é ter uma boa relação com o cliente. A falta deste cuidado pode ser, além de negativo para seu negócio, positivo para a concorrência, podendo dificultar ainda mais o seu crescimento! Para isso não acontecer, é necessário que você construa uma relação de negociação com os clientes favorável ao seu business e também para seu público. Eles terão maior segurança em comprar e fidelidade com sua marca. Você terá mais certeza de que seu cliente irá voltar para o seu negócio com muito mais facilidade e menor risco dele te trocar pela concorrência.

 

  1. Será que tem concorrência nova no mercado?

Novo concorrente no mercado pode significar um novo posicionamento que atraia o seu cliente que comprava com você. Por isso, fique de olho nos novos players que podem chegar no mercado. Eles podem oferecer um serviço ou produto com um diferencial que o seu cliente desejava e você perderá a chance de mantê-los perto do seu empreendimento. Isso também significa que você precisará se adaptar ao mercado para continuar atuante, mas isto irei falar mais pra frente.

Basicamente, as cinco forças de Porter ajudam seu business a ficar mais preparado para se manter no mercado por muito mais tempo. Agora você tem uma visão mais objetiva do que fazer em relação às ameaças que podem derrubar seu negócio. Espero que tenha gostado e quero ver você estudando e aplicando esta dica no seu empreendimento!  AH, e se você quer entender melhor como isso tudo funciona, veja meu vídeo em que falo justamente disso, de uma forma mais descontraída. Aposto que você vai gostar!

Tem alguma dúvida, quer dar mais dicas ou falar sobre o conteúdo?  Comente aqui embaixo que estou animada para responder todas vocês!

Um beijo, tchau!

*****
Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo sobre o universo #elasonhaelafaz.

jan 5, 2018

Empreendedorismo Social: Você pode fazer também!

Ficou curiosa(o)? Estou falando de empreendedorismo social. Uma atuação de negócio voltado principalmente para a solução de problemas sociais. Super legal, né? Mas o que isso quer dizer? Vou contar pra você!

Opa! Olha eu aqui de novo. Tudo bem? Vim aqui pra falar de um assunto que tem crescido muito nos últimos anos, ganhando mais adeptos, modificando (pra melhor) a vida de muita gente e que também tem a ver com o nosso sonho.

O empreendimento social é voltado para a solução de problemas sociais, através de negócios sustentáveis, a fim de movimentar o equilíbrio social e aumentar o capital social de um espaço. Através de uma forte observação de questões sociais que demandam de uma mudança que melhore a vida das pessoas, pode-se encontrar ali uma oportunidade para desenvolver negócios que deem qualidade de vida. Se você já tem um espírito empreendedor, isso lhe parece bom, né? Imagina pra você que, além disso, tem muita vontade de mudar o mundo?

A questão do empreendimento social tem seu conceito bem parecido com o empreender que conhecemos, mas tem alguns detalhes importantes. Primeiro, como eu havia dito anteriormente, é necessário identificar um problema, o que infelizmente temos muitos no Brasil. Não há limites neste caso. Seja qual for o ramo, transporte, moradia, saúde, esporte, é uma chance de fazer acontecer e ajudar as pessoas. Observe o que precisa de um cuidado e analise muito a realidade desta demanda. O objetivo é encontrar uma mudança real para as pessoas.

Em segundo lugar, o que posso dizer é: conheça o público-alvo. No caso do empreendedorismo social, estamos falando de necessidades sérias que precisam de muita atenção para que realmente o problema seja solucionado de forma sustentável e definitiva. Por isso, converse, pesquise, ouça o seu público. Quem vive na pele a demanda identificada pode te dar informações valiosas para o sucesso da empreitada.

A seguir, podemos falar sobre o projeto em si. Neste ponto, precisamos ser claros e bem definidos em relação ao plano de negócio, o que é normal para todo empreendimento. Aqui você precisará desenvolver indicativos de melhoria do problema, planos de custos e marketing, entre outros. Procure usar o “canvas” para desenvolver seu plano! Já falei sobre isso em um vídeo do meu canal. Ao terminar de ler, dá uma olhadinha lá. 😉

Seguindo para a próxima etapa, podemos citar que é importante incluir pessoas que são do universo da questão social, no negócio. Eles terão informações vitais e o negócio ganhará força, além de desenvolver o espaço e fomentar o emprego.

Portanto, se o seu desejo é entrar neste assunto ou já é um empreendedor social, fique ligada(o) e estude mais sobre o assunto! Você poderá contribuir de forma significativa para o bem de diversas pessoas. Espero que tenham gostado! Comente aqui sobre dúvidas, dicas e recadinhos.

Um beijo, tchau!

***
Assine a newsletter e receba informações
valiosas sobre empreendedorismo e tudo
sobre o universo #elasonhaelafaz.

jan 5, 2018

Mulheres Inspiradoras no empreendedorismo

Opa! Tudo bom? Hoje eu queria falar um pouco com vocês sobre mulheres inspiradoras e que causam admiração por nós, empreendedoras.

Tem mulher que a gente olha e pensa: “Eita! Que ser maravilhoso!” e isso nos dá mais força e energia para seguir nossos passos e realizar coisas realmente boas pra você e para as pessoas. É isso que vou falar pra você agora. Vou contar um pouco das pessoas que admiro MUITO! A gente vai crescendo na vida e vai encontrando gente que fez coisas incríveis e que nos faz crescer ainda mais. Lembra de alguém que você admirava na infância? Conta pra mim nos comentários!

Continuando, todo mundo tem seus ídolos que te fazer ter mais esperança na vida e buscar o bem pra todos. Durante a minha trajetória como empreendedora, me deparei com gente que foi extremamente competente no que se dedicou a fazer e ganhou meu total respeito. Vou falar de algumas dessas pessoas pra você.

Ana Lúcia Fontes - Rede Mulher Empreendedora

Sou SUPER fã!

  1. Ana Lúcia Fontes, da Rede Mulher Empreendedora

Eu sou SUPER fã dela, gente. Ainda vou conhecê-la! Como diz no seu site, a rede tem o propósito de “empoderar empreendedoras, garantindo independência financeira e de decisão sobre seus negócios e suas vidas”. E ela fala muito sobre a importância de ajudar umas às outras para o crescimento de todas, a fim de melhorar a independência financeira e engrandecer a vida das mulheres através do empreendedorismo. Ela é mega engajada neste assunto e busco sempre me espelhar na imagem dela. Se você ainda não conhece, trate de pesquisar sobre esta mulher inspiradora!

 

Leymah Gbowee mulher inspiradora

Que ser maravilhoso!

  1. Leymah Gbowee

Mulher inspiradora em todos os sentidos! Ela é uma ativista de trabalhou intensamente para dar fim à Guerra na Líbia. Ela fala muito sobre a força que cada mulher tem dentro de si e que podemos usar este força para mudar o mundo. Um exemplo que arrepia a gente!

 

Am Cuddy mulher inspiradora

Amy Cuddy: grave este nome!

  1. Amy Cuddy, da Harvard Business School

Eu a acompanho nas redes sociais e também sou super fã dela! Ela é professora e Psicóloga da Harvard Business School, além de pesquisadora. A Amy realizou uma pesquisa em que descobriu que as posições corporais que você faz durante o dia pode interferir no resultado final de suas ações. Se você vai para uma reunião importante e chegando lá você senta com o corpo curvado para frente, com pouca presença e falando de forma baixa e sem força, seu cérebro irá interpretar tudo isso como um resultado negativo. Por outro lado, se você projetar o sucesso de algo que você vai fazer através de movimentos de vitória, como pôr as mãos pra cima ou colocar as mãos no quadril, como a Mulher-Maravilha, seu cérebro irá interpretar tudo isso como uma situação de vitória, te ajudando a realizar suas tarefas com maior probabilidade de sucesso. Demais, né?

 

Essas mulheres inspiradoras tem minha admiração e tenho certeza que vai ter a sua também. Se você já as conhece, conta pra mim aqui nos comentários se elas mudaram a sua vida e como foi. Vai ser muito bom ler os comentários de vocês! E se você quiser saber mais sobre isso, tem um vídeo aqui embaixo onde eu falo sobre estas e outras que sou fã.

 

Um beijo, tchau!

***
Assine a newsletter e receba informações
valiosas sobre empreendedorismo e tudo
sobre o universo #elasonhaelafaz.