Arquivos da tag: Comportamento

jan 7, 2019

Inovação e Tecnologia na publicidade online

Opa, tudo bom?

Para todo e qualquer negócio, a publicidade é parte vital para a sobrevivência de um empreendimento. E quando falamos em publicidade online, um universo enorme de possibilidades e desafios faz com que gestoras se sintam confusas ao administrar a comunicação da sua empresa. Isso gera escolhas mal tomadas e prejuízo para seu business.

Por isso, a inovação e tecnologia devem ser conhecimentos em constante atualização. E eu vou compartilhar com vocês dicas valiosas. Vamos lá?

Publicidade online e rejeição

Nos últimos anos, a rejeição por publicidade online feitos diretamente pela marca cresceu exponencialmente. Num ambiente onde a liberdade de informação, de acesso e criação, é um incômodo receber sempre um anúncio que te persegue, não é mesmo?

Então, como podemos estar presentes no cotidiano do público?

Uma das formas inovadoras de fortalecer a sua empresa é adotando o geomarketing para adaptar os hábitos de consumo à sua comunicação. Como funciona? Entendendo onde se localiza os pontos geográficos que concentram um número expressivo de clientes, você direciona sua comunicação para que estas pessoas recebam um anúncio personalização no momento em que estas pessoas passam por estes pontos.

Por exemplo, se o seu negócio se encontra em um local de alto fluxo de pessoas, você pode recorrer a plataformas como o waze, úbere foursquare para avisar seu público de que está passando perto do seu negócio.

Conteúdo espontâneo e publicidade orgânica

Outra forma inovadora de estabelecer um relacionamento sólido com seu target é utilizar o conteúdo produzido por sua comunidade para promover sua marca.

Um dos melhores exemplos é a forma que a Netflix usa suas plataformas sociais. Através do conteúdo que os clientes compartilham, a marca promove sua marca de forma orgânica, a fim de gerar mais engajamento e reduzir seus investimentos em publicidade. Isto acontece porque a Netflix possui uma voz de marca descontraída e alinhado às personas da sua comunidade. Os clientes se sentem à vontade a compartilhar seus momentos com a Netflix.

O relacionamento com a marca através destas ações só é possível com a pesquisa constante dos hábitos e comportamentos do seu target. Identificando padrões de comportamento e evangelizadores da marca, é possível promover sua marca de forma orgânica e indireta, sendo mais aceito pelo público.

Viu como é importante conhecer as inovações e novas tecnologias? Publicidade online é difícil, mas entendendo os mecanismos e comportamentos de consumo, é possível inovar e produzir conteúdo que viralize e cative seus clientes.

Gostou das dicas? Então compartilha esse conteúdo valioso para que mais e mais pessoas entendam que você está por dentro das novidades do empreendedorismo. Conversa comigo nas minhas plataformas se você tem dúvidas, sugestões ou críticas. Vou adorar falar com você!

Um beijo, tchau!

dez 18, 2018

Vamos falar de sono?

Opa, tudo bom?

Dentre inúmeras questões que damos atenção durante a carreira empreendedora, tem uma que eu aposto que você nem percebe a importância. Vamos falar de sono?

Sim, aqui ainda falamos sobre empreendedorismo, business e negócios. Isso tudo aí que falei envolve gente, pessoas, nossa vida.

E nossa vida tem ciclos, nosso corpo tem necessidades que são deixados de lado diversas vezes para dar mais um passinho a diante.

A gente pensa que compensa fazer coisas como não dar a atenção devida ao nosso descanso. Mas é no sono que ganhamos energia e força para fazermos mais amanhã do que fizemos hoje.

vamos falar de sono-2

Por isso, vou desfazer alguns mitos sobre o sono que podem ajudar você a ter realmente um dia de trabalho mais produtivo.

Oito horas de sono é o ideal?

Não é para todo mundo. Cada pessoa tem sua quantidade ideal de horas de sono. Tem gente que consegue descansar com menos tempo e tem gente que precisa de um pouco mais tempo de sono. É uma questão genética, segundo o Professor Michael Decker, Associado de enfermagem da Case Western Reserve.

É só compensar amanhã que eu fico descansada.

Não é bem assim. A gente precisa bem mais de uma noite só pra compensar a falta de sono do dia anterior. E conforme vai aumentando essa falta de descanso, mais difícil fica para recuperar, viu?

Pra mim, não tem essa de cochilar de tarde!

Acho que você pode rever isso aí! Rolou um estudo na Universidade de Bristol, na Inglaterra, e descobriram que um sono curtinho durante o dia já ajuda você a processar informações. Não precisa se sentir mal caso você queira dormir um pouquinho de tarde. Não atrapalhando seus compromissos, é válido!

Falta de sono não me afeta tanto assim!

A ciência já comprovou que se você tiver uma vida de sono desregulado, pode crescer as chances de você desenvolver Diabetes tipo 2 ou doenças do coração, fora o ganho de peso e problemas psicológicos como a Depressão.

Insônia não é só não conseguir pegar no sono?

Na verdade, existem quatro tipos de insônia: 1) Acordar cedo demais e não conseguir dormir novamente; 2) Acordar no meio da noite muitas vezes; 3) Acordar com a sensação de não estar descansado; 4) Dificuldade para pegar no sono.

Estes são alguns dos mitos que a gente ouve por aí e acaba tomando como verdade. Que sejamos produtivas, sim. Mas que sejamos de forma eficiente! Dormir também faz parte da vida empreendedora, mesmo que falem o contrário!

Compartilhe este texto para amiga empreendedora que tem problemas com sono!

Um beijo, tchau!

dez 12, 2018

Empreendedoras contra o assédio sexual

Opa, tudo bom?

Nossa missão aqui tem sido gratificante por observarmos um crescimento no número de empreendedoras. Nós estamos nos tornando independentes financeiramente.

Segundo o Monitoramento de Empreendedorismo Global, de 2003 a 2017, houve um aumento de mais de 65% no número de empreendedoras.

No entanto, ainda encontramos muitos obstáculos na nossa caminhada. Todas elas se relacionam na forma que a sociedade de organiza, desigualmente masculina.

Um destes problemas foi relatado numa matéria da CNN, após algumas notícias terem resultado em renúncia de alguns investidores dos EUA: Assédio sexual.

Como sabemos, para abrir ou dar passos maiores para o crescimento de um negócio, precisamos na maioria das vezes de investidores que possam injetar capital suficiente para o desenvolvimento do business.

Estas pessoas buscam conhecer não só o negócio, mas suas figuras de liderança. Pela visão deturpada do patriarcado, vemos investidores homens lidando com empreendedores homens estritamente profissionalmente, o reconhecendo como empreendedores.

Isso geralmente não acontece quando a figura de liderança do empreendimento é uma mulher. A empreendedora é vista como uma mulher, objetificada e vazia.

Na matéria, algumas empreendedoras do EUA relataram casos de assédio por investidores. Uma delas relata que, durante uma reunião numa cafeteria, foi surpreendida pelo investidor pegando em seu rosto e tentando beijá-la.

Ela reagiu, mas o homem continuou a tentar beijá-la, de forma mais agressiva. Ela então sai do local e ele insiste em acompanha-la até seu quarto de hotel. A empreendedora então o manda ir embora.

Os problemas vivenciados por esta e outras empreendedoras se tornam difíceis de serem solucionadas por elas não encontrarem ajuda que as ouça.

Muitas das empreendedoras que relataram suas histórias na matéria foram aconselhadas a ficarem em silêncio para não afetarem seu negócio e sua vida.

Mas quando observamos um comportamento de mulheres apoiando outras mulheres, vemos que muitas empreendedoras vivenciam problemas como este e que só viram que seriam ouvidas quando outras mulheres se juntaram para fortalecerem.

Por isso a importância da sororidade também no empreendedorismo feminino. Por mais que as mulheres estejam ocupando mais postos de trabalho, cadeiras de poder ainda são ocupadas predominantemente por homens.

Cabe a nós não nos calarmos e nos apoiarmos, pois não está em jogo só as nossas vidas, mas as vidas de colaboradores e parceiros das nossas empresas.

Vamos falar mais sobre assédio! Compartilhe este texto e ajude outras empreendedoras a mudarem o cenário social do Brasil e do Mundo.

Um beijo, tchau!

dez 10, 2018

Os ciclos e os recomeços

Opa, tudo bom?

Espero que sim! Hoje quero falar com você não só sobre a vida empreendedora, mas sobre a vida no geral.

E quero falar especificamente sobre os ciclos e os recomeços.

Recomeçar implica em deixar pra trás um fim e seguir através do começar mais uma vez.

Mas recomeços são muito mais ou menos do que isto. Vai depender da forma que você encara fins e começos.

Encarar estes momentos determinam fortemente como você é no momento e como sua vida seguirá caso não haja mudanças internas.

Tem gente que tem dificuldades em lidar com finais. Tem gente que tem dificuldades em lidar com inícios.

Acontece que é necessário para a nossa vida existir recomeços. Sem isso, não haveria como nos desenvolver, aprender, conhecer e aplicar na nossa vida. Sem os finais, como seriam os belos inícios que você teve na vida?

Nós entramos em conflito com os recomeços quando não reconhecemos que são momentos como este que nos renovam.

Sim, é cansativo recomeçar. Eu sei disto. Mas todos os dias vivemos o cansaço da noite para acordarmos pela manhã renovados. Recomeçar é tão trivial quanto respirar, que também tem seu fim e início.

Entre o fim e o início existem perdas e ganhos, dores e alegrias, o voltar-se para dentro e a manifestação de nós.

Para cada noite de dor, cansaço e perdas, haverá da manhã de alegrias, ganhos e revitalização.

Então, o que vim aqui dizer é: Não tenha medo de recomeçar. Todas nós estamos vivendo finais e inícios que nos farão ainda mais poderosas do que já somos.

É sua a escolha de encarar a vida como uma linha reta ou como um ciclo.

Espero que este papo tenha ajudado você a ter um pouco mais de força para seguir. Se você sabe de alguém que precisa ler este texto, compartilhe!

Um beijo, tchau!

dez 3, 2018

Nós fazemos o empreendedorismo espelhado nas ideias feministas e isto está sendo revolucionário.

Opa, tudo bom?

Nestes longos anos de carreira empreendedora, pude trocar ideias com diversas mulheres que sonham e fazem acontecer. Elas colocam as suas vidas em prol de uma carreira que levante o mercado, sempre baseado nas suas visões de sociedade.

Isso diz muito respeito às nossas posições acerca dos problemas da sociedade. Nesse ambiente que estamos, vamos falar obviamente de empreendedorismo feminino.

Sim, isto é também uma questão social. Nós fazemos o empreendedorismo espelhado nas ideias feministas e isto está sendo revolucionário. Sabe o porquê? Vou te mostrar agora!

1) Nós estamos decidindo por nós mesmas

Hoje temos um leve gosto da obviedade desta frase, mas até pouco tempo isto era bem difícil de ver na sociedade. Mulheres que fazem um negócio começar do zero e se tornar grandes empreendimentos são tão revolucionárias que, dentro do mercado, homens ainda sabem muito pouco como lidar com tanto poder e presença vindo delas (e de você também). E onde o feminismo entra nisto? A sociedade patriarcal é estruturada no homem como figura central. Famílias, grupos e organizações eram comandadas por homens e as mulheres tinham pouquíssima ou nenhuma força de decisão nestas camadas. O movimento feminista quer quebrar com esta desigualdade para atender também interesses de todas as mulheres que desejam ocupar estes papéis na sociedade.

2) O dinheiro que temos é fruto do nosso trabalho

As possibilidades e oportunidades que o dinheiro fornece pra gente é essencial pra nossa vida. Tanto que, hoje temos um mercado muito mais voltado para os interesses e necessidades REAIS das mulheres, não só por ocuparmos espaços de poder, mas por temos poder de compra. O dinheiro que temos atualmente é fruto do nosso próprio esforço. Não dependemos de homem para termos o que queremos, e isto é libertador. Lembra que falei da estrutura patriarcal? Então, como os homens que eram os provedores da casa, as mulheres não tinham remuneração por não terem um trabalho que não seja o trabalho doméstico. O dinheiro era dividido para a mulher da casa de acordo com a visão do homem e isto restringia a liberdade da mulher.

Nós escrevemos a nossa própria história.

3) Temos a chance de sermos encaradas igualmente nos espaços de trabalho

Ainda temos muito para caminhar, eu sei. Mas demos alguns passos no que se refere à diferença de pagamento para homens e mulheres. No início, as empreendedoras e executivas recebiam muito menos do que os homens recebiam, comparando o mesmo posto de trabalho. Por tamanha visão pejorativa da mulher nos espaços de trabalho, a mulher não tinha reconhecimento de seu potencial e competência, mesmo sendo maiores do que dos homens. Hoje temos uma oportunidade um pouco maior de encontrar postos de trabalhos com pagamentos justos para as mulheres. Além da crescente conscientização da sociedade como todo, mulheres podem ocupar espaços de trabalho e fazer a diferença sendo boas no que fazem e sendo justas nas suas relações de trabalho.

4) A alta segmentação de mercado também é boa para todas nós

Só a gente sabe a complexidade que é colocarmos todas numa definição de mulher. Até hoje esta pergunta não tem uma resposta simples. Isto porque há diversas mulheres que possuem visões, interesses, necessidades, problemas, privilégios e opressões diferentes. Como o empreendedorismo visa também inovar no mercado solucionando problemas que as diversas camadas da sociedade possuem, o empreendedorismo feminino pode dar uma atenção muito maior às necessidades dos segmentos da camada feminina da sociedade. Por dois motivos simples: empatia e vivência. Nós podemos perceber melhor o que a outra sente, entender mais profundamente a necessidade da outra e oferecer soluções mais inovadoras. E a vivência por simplesmente sabermos através da experiência de vida o que as mulheres em geral vivem por aí e precisam do mercado.

Você que pretende ou já trabalha numa carreira empreendedora, está fazendo muito mais do que simplesmente movimentar a economia e desenvolver o mercado. Você é mais um ponto de revolução neste mundão que já não se sustenta com a visão de que homens possuem uma posição acima das mulheres por motivos infundadas e preconceituosas. E está sendo maravilhoso poder estar aqui, inspirando e sendo inspirada por cada empreendedora que coloca sua cara a tapa pra fazer acontecer, quebrar padrões e fazer todas nós crescermos.

Espero que este texto tenha te ajudado a se inspirar no seu dia a dia e que tenha te transformado pra melhor. Comenta aqui ou nas minhas plataformas sociais o que você achou! Compartilhe este texto para que outras mulheres (e homens também) se inspirem e se desenvolvam profissionalmente.

Um beijo, tchau!