Arquivos da tag: comunicação

nov 23, 2018

10 técnicas que vão melhorar a sua comunicação

Opa, tudo bom?

Falar com o público do seu empreendimento parece algo fácil, mas comunicar requer muita atenção aos detalhes e um bom olhar sobre quem está dando a atenção para a sua marca.

Algumas técnicas são bem eficazes para manter um bom nível de atenção e explicitar de forma clara a mensagem que você quer passar. Vou compartilhar 10 técnicas que vão melhorar a sua comunicação. Vamos lá?

Além de conhecer seu público-alvo, que é fundamental e um trabalho constante, existem uma série de gatilhos que podem ativar a mente da sua audiência de forma positiva para o seu negócio. Você pode ter ouvido falar disso como gatilhos mentais. Existem diversos autores que abordam este tema e você pode encontrar facilmente estas obras em livrarias.

Mas para começarmos a entender como funciona, eu vou compartilhar com você 10 técnicas que vão melhorar a sua comunicação, começando com a escassez.

Gatilho Mental#1 – Escassez:

Esta é uma dos gatilhos mais conhecidos na comunicação. Ela ativa a nossa atenção ao nos dar uma ideia de escassez ao que é oferecido. É muito comum observarmos este gatilho sendo usado quando vemos que a venda de ingressos para um evento é limitada, por exemplo. Ou então quando vemos que o negócio está oferendo um bônus especial para os 10 primeiros compradores.

Gatilho Mental#2 – Autoridade:

Este gatilho é muito interessante para um mercado que possui uma alta segmentação. Garantir uma imagem de autoridade dá ao público-alvo mais confiança para se relacionar com a sua marca. Mas como podemos construir esta imagem? Oferecer informação que eduque seu público, compartilhar momentos que pessoas dão atenção ao que sua marca fala ou até mesmo depoimentos de outras pessoas que também possuem autoridade no assunto que sua marca aborda, são formas de construção desta imagem de autoridade. O respeito à sua mensagem é fundamental para uma boa relação com seus clientes.

Gatilho Mental#3 – Desapego:

O desapego é um gatilho mental interessante. Quando estamos no lado da marca, a gente sabe que vender é importante e movimentar isso é algo que a gente dá muita atenção. Só que, transparecer isso para o seu público é deixar um ambiente de desconfiança. Isso porquê o consumidor busca uma solução para um problema e não quer dar brecha para alguma marca querer se aproveitar disto. Então, a técnica aqui é tratar a comunicação, principalmente quando há um CTA (Call-to-action, ou chamada para ação) de forma desapegada. A ideia aqui é mostrar, de forma indireta, que a sua oferta é mais benéfica para o cliente do que para você.

Gatilho Mental#4 – Dúvida:

Conforme a comunicação acontece, dúvidas surgem na mente dos consumidores. O gatilho mental aqui é responder prontamente todas as dúvidas que podem surgir. Ter atenção a este detalhe faz com que você construa uma imagem de atenção para com seu público. Além disso, a ação de compra é, na grande maioria dos casos, um fator emocional. Se houver alguma dúvida perturbando a mente do cliente, o fator emocional não vai agir da forma que você gostaria.

Gatilho Mental #5 – Simplicidade:

Quando escolhemos comprar algo, buscamos alcançar algum objetivo com esta compra. Então, mostre ao seu público, de forma bem clara, os motivos pelos quais comprar seu produto o levará a alcançar seu objetivo. Mostre para eles como o seu produto ou serviço pode solucionar o problema que ele deseja sanar e ganhe a atenção e a decisão de compra do seu público.

Gatilho Mental #6 – Curiosidade:

Nosso cérebro tem o impulso de completar informações parciais. É da natureza da nossa mente buscar um sentido em tudo. Então, porque não usar isto para reter mais atenção do seu público? Como? Simples. Desperte a curiosidade do seu público usando frases, títulos, vídeos ou áudios que falam em exclusividade e deixe as pessoas curiosas. Atenção! Este gatilho mental deve ser usado com muita coerência, pois fazendo o contrário deixará o público frustrado e as pessoas irão desprezar as próximas ações de comunicação da sua marca.

Gatilho Mental #7 – Similaridade:

A similaridade é o gatilho mental que usamos desde o princípio da construção de marca. Os valores e missão da sua marca buscam gerar uma identificação com seu público-alvo. Então, fortaleça esta imagem através de ações de comunicação que se baseiem nestes valores e missão. Além da coerência, você irá construir uma identificação ainda maior com seu público.

Gatilho Mental #8 – Garantia:

Oferecer garantias no processo de compra é construir um ambiente de confiança e conforto para o seu público. Ao sentir-se confiante para realizar a compra, seu público irá até você com muito mais rapidez e impulsivamente. Garantias como troca facilitada de produtos, período de teste na realização da compra ou até mesmo garantia estendida, são formas de construir um ambiente favorável para a compra.

Gatilho Mental #9 – Novidade:

O novo sempre vai ser instigante para as pessoas. Então, porque não usarmos isto a favor do nosso negócio? Procure sempre atualizar produtos ou serviços para que desperte a ideia do novo nas pessoas e, assim, conseguir atenção e mais vendas.

Gatilho Mental #10 – História:

É um dos mais antigos gatilhos mentais. O conhecimento, desde a antiguidade, é passado por meio de histórias. Então, contar uma história que envolva seu público, o coloque no lugar dos seus personagens, sinta suas dores e prazeres, faz com que o seu público se envolva emocionalmente com sua comunicação e a chance de escolher seu produto ou serviço será bem maior. Você deve ter ouvido falar em Storytelling, né? Pesquise mais sobre isso e veja o poder que uma boa história tem.

Importante lembrar você de que todos estes gatilhos devem ser usados com muita ética! A má intenção é notada facilmente por quem recebe sua comunicação e isso irá prejudicar o seu negócio. As pessoas poderão até recomendar negativamente o seu empreendimento!

E aí, gostou das dicas? Comenta aqui o que achou! Se você conhece alguém que merece saber estas dicas, não deixe de compartilhar. Você vai ajudar mais uma pessoa a realizar seus sonhos através do empreendedorismo. Olha que legal?

Um beijo, tchau!

ago 28, 2018

Como usar o whatsapp como canal de venda

Opa, tudo bom?

Quando pensamos em e-commerce, temos em mente um site como canal de venda, não é mesmo? Porém, temos outros canais de vendas que podem ser tão bons quanto um site.

Hoje eu vou mostrar como usar o whatsapp como canal de venda. Vamos lá?

Primeiramente, é preciso entender que o whatsapp é um aplicativo de mensagens instantâneas. Quer dizer que as pessoas irão entrar em contato em diversos horários e esperam que sejam atendidas de forma ágil. Então, se você não possui tempo para isso, delegue esta função para alguém que tenha desenvolvimento em atendimento comercial e tenha tempo disponível.

Outro ponto importante é estabelecer, de forma clara, um horário de atendimento. Dizer aos clientes que a partir de certo horário o atendimento não irá ser feito é um meio transparente de se relacionar com eles. Isso é muito importante em qualquer forma de comunicação.

A participação deste aplicativo no cotidiano das pessoas é muito forte. O E-Commerce Brasil e o Sebrae, em 2016, realizaram uma pesquisa e constataram que 35% das vendas online são fechadas via whatsapp e 50% dos E-Commerces brasileiros usam o whatsapp como canal de atendimento pré e pós-venda.

Bom, agora que já sabemos do que se trata o whatsapp e sua participação no mercado, vamos ver como que este aplicativo funciona a favor do seu negócio. Vamos mencionar funcionalidades supondo que você já saiba a base do aplicativo (envio de mensagens e compartilhamento de audiovisual).

Lista de transmissão

É um recurso valioso para organizar a sua comunicação e seus respectivos ouvintes recebam somente o que lhe interessam. Esta função possibilita organizar contatos em agrupamentos e enviar mensagens como se fosse um disparo automático de email. É uma forma de otimizar seu tempo e o relacionamento com sua marca. Nesta função, é fundamental a organização com seus contatos!

Interface no seu notebook ou desktop

É possível usar o whatsapp no seu notebook ou desktop! Assim, você não precisa ficar pegando o celular o tempo todo, basta ir até a aba do site, no seu navegador. Basta acessar este link e captar o QR code para vincular seu número de contato com o navegador. Simples, né? O recurso possui todas as funções que você já tem no seu celular, como compartilhamento de mídia, lista de transmissões, etc. Para quem trabalha online e também é responsável pelo comercial, é uma praticidade enorme!

Stories no Whatsapp

Assim como no Instagram e no Facebook, o Whatsapp também possui o recurso stories, onde é possível compartilhar imagens que ficam ativas em até 24h. Como forma de manter uma presença próxima do público, é um recurso bem valioso. Além disso, como o uso do aplicativo está cada vez mais inserido na sociedade, acaba sendo um ótimo canal de propaganda. No entanto, somente quem possui seu contato pode ver as histórias. Então aconselho investir em outros canais para captar novos contatos para prospecção, pré e pós-venda.

Como usar o whatsapp como canal de vendas? - #elasonhaelafaz

Leve conteúdo relevante para os seus contatos

Como você já sabe, o aplicativo permite que você compartilhe imagens, vídeos, áudios, arquivos de texto e ligações de voz ou vídeos. Por isso, é importante que você construa um canal relevante para os seus contatos através de conteúdo relacionado ao seu negócio. Por exemplo, se o seu business está no mercado turístico, invista e conteúdo sobre o local que você trabalha, pontos que agreguem mais valor ao seu empreendimento. Se você trabalha com doces e bolos, compartilhar inspirações para decorações de festa ou temas. Sempre estudando o gosto do seu público para levar relevância para o seu canal de comunicação.

Perfil para negócios

O whatsapp business foi criado para atender negócios que usam o whatsapp como canal comercial. Por isso, ele fornece mais recursos como classificação dos contatos por etiqueta, organizando seu público e otimizando sua comunicação, uma descrição do seu perfil mais alinhado para o seu negócio, com horário de funcionamento, endereço, e-mail e site; mensagens automatizadas para agilizar o seu contato e estatísticas do fluxo de mensagens. Tudo isso para você ter uma visão mais ampla do esforço de comunicação e sua atuação no setor comercial.

Depois destes pontos, me diz uma coisa: Vai usar o whatsapp como canal de venda do seu negócio?

Se gostou do texto, compartilhe para ajudar mais pessoas a realizarem o sonho de abrir seu próprio negócio. Comente aqui embaixo sobre mais dicas com o whatsapp, experiências e sugestões de conteúdo.

Um beijo, tchau!

ago 14, 2018

4 porquês de usar o E-mail marketing na comunicação da sua empresa

Opa, tudo bom?

Durante o trabalho feito aqui no ESEF, eu passo para vocês informações importantes para quem busca abrir seu próprio negócio e quer tornar real seus sonhos. Aqui eu já falei de finanças, vendas, motivação…

Hoje, eu venho falar sobre um componente poderoso na hora de produzir uma estratégia de comunicação. Você pode ser leiga no assunto, mas ainda assim vai perceber que o E-mail marketing tem particularidades que são vantajosas para o seu negócio.

Chega de papo! Saiba os 4 porquês de usar o E-mail marketing na comunicação da sua empresa e entenda de uma vez como esta prática pode te beneficiar. Vamos lá?

  • É um poderoso canal de comunicação

O E-mail marketing é, assim como outros meios de comunicação, importante para a sua empresa. No entanto, o E-mail Marketing se destaca pela forma que atua, estreitando o relacionamento com seu público e, no campo mais prático, promove uma retenção de clientes de mantém a lembrança de marca. Claro que se usado de forma adequada, o que vou comentar mais para frente. Com este mecanismo, a gente tem possibilidade de apresentar-se, oferecer produtos e serviços adequados ao gosto de cada cliente, demonstrar atenção ao seu público, construir uma imagem de marca, entre outros.

  • Mecanismo simples

Se tem uma coisa que ajuda demais uma empreendedora é um mecanismo simples, não é mesmo? Lidando com tanta coisa, ter um meio de comunicação simplificado e poderoso é importantíssimo para o seu empreendimento. É através de ferramentas de envio de E-mail Marketing que você trabalha de forma organizada, rápida e planejada. Além disso, a maioria das interfaces destas ferramentas são intuitivas e oferecem assistência. Com elas, você trata seus leads com responsabilidade e profissionalismo. Tem um estudo que constata que um cliente que teve contato com E-mail marketing tem 20% a mais de chances de converter em uma venda do que um cliente que não teve contato com você através do E-mail Marketing.

  • Alcança os usuários mobile

Um desafio grande para empreendedores é se relacionar com o público através do mobile. Parece fácil, no entanto é preciso conhecer muito bem o público que você está se relacionando. O E-mail Marketing facilita esta comunicação pois seus leads estão verdadeiramente interessados no que você tem a dizer. Outro ponto positivo é a quantidade de pessoas usando o mobile. Segundo o “Google Consumer Barometer”, divulgado no início de 2017, apenas 14% da população possuía smartphones em 2012. Em 2016, esse percentual atingiu 62%. Então, porque não usar este mecanismo para melhorar suas vendas?

  • Você pode mensurar seus resultados

O E-mail Marketing tem todas estas vantagens que eu disse anteriormente. Mas esta é quase a mais importante, e eu vou te dizer o porquê. Em todo e qualquer trabalho de Marketing, é essencial ter mensuração do seu trabalho. Não há como ter evolução, controle e ajuste do seu esforço de Marketing sem um mecanismo de mensuração. A vantagem dos meios online é o alto poder de medir suas ações e o efeito delas, no E-mail Marketing não é diferente. Através das ferramentas de envio de E-mail Marketing, é possível saber quantas pessoas abrem seus E-mails, quem clica aonde, taxa de rejeição… Dessa forma, fica mais claro tomar decisões e ajustar seu trabalho para melhor a comunicação do seu business.

Agora como posso usar o E-mail Marketing?

Se você quer começar a aplicar o E-mail Marketing na sua empresa, deve saber algumas coisas para diminuir os erros no caminho.

  • Continuidade

Para haver um resultado concreto e que dure por um bom tempo, é necessário trabalhar com continuidade no E-mail Marketing. Isso significa que é uma boa prática enviar E-mails com frequência e objetividade. Assim você conquista a primeira vantagem que eu citei no início do texto.

  • Não esqueça do Mobile

Como o mobile é o dispositivo com maior uso pela maioria das pessoas, é uma boa prática montar seu E-mail levando em conta a tela de um smartphone. Ou seja, telas menores requerem texto fáceis de ler e layout limpo, objetivo e leve o bastante para ser carregado nos dados móveis.

  • Consentimento na comunicação

Assim como o seu lead demonstrou interesse ao assinar seu newsletter ele pode, eventualmente, não querer mais receber E-mails do seu negócio. É uma prática respeitosa e transparente com o público, deixar aparente em todos os E-mails que envia, um botão para deixar de receber E-mails. Forçar a barra com E-mails indesejáveis só piora a imagem de marca do seu empreendimento.

  • Um bom assunto é meio caminho andado

Um nome de assunto criativo e interessante para o público já é uma conquista grande, já que diversas outras empresas também estão competindo pela atenção do seu lead. Então, não preciso falar que um assunto de E-mail atrativo é uma boa prática!

É isso. São dicas valiosas que levo para o meu trabalho e acredito que irá dar mais qualidade ao seu trabalho também. Depois me conta o que achou ao aplicar o E-mail Marketing no seu negócio. Compartilhe este conteúdo e ajude mais mulheres a empreenderem e realizarem seus sonhos. Comente aqui embaixo se você tem mais dicas, críticas ou sugestões.

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

jul 9, 2018

O remarketing pode ser sua estratégia de marketing digital.

Opa! Tudo bom?

Ao longo desta jornada, tenho visto algumas empreendedoras que estão iniciando, perdidas em como atuar no ambiente digital melhorando as vendas do seu business. A gente estuda, teoriza, mas na hora do vamos ver, fica só olhando para a tela do pc, não é mesmo?

Por isso, eu venho aqui para mostrar que o remarketing pode ser sua estratégia de marketing digital, explicando da teoria à prática. Vamos lá?

Primeiramente, eu vou explicar o que é remarketing. É uma estratégia que consiste em melhorar o tráfego do seu e-commerce e atuar induzindo o cliente a comprar seus produtos, passando por etapas como aprendizado, descoberta, consideração e decisão. Principalmente as duas últimas etapas. Se a pessoa chegou até a sua loja online, é por que ela já descobriu que você existe e, provavelmente conhece por alto o seu produto ou serviço.

Mas voltando, é com o remarketing que você garante que o indivíduo passe por estas etapas até chegar na decisão de compra. Mas como que é possível fazer isso?

Hoje, as plataformas digitais promovem diversas possibilidades de uso para os posts patrocinados. Publicar e gerar engajamento de forma orgânica é fundamental, mas sem uma estratégia clara de campanhas patrocinadas, seu esforço será bem maior. Por isso, o remarketing pode ser sua estratégia de marketing digital.

Para começar, você precisa observar o tráfego do seu e-commerce. O google analytics é uma plataforma gratuita que fornece dados de tráfego do seu site. Se você ainda não conhece, clica no link acima para saber mais!

Com informações como taxa de abandono, tempo de tráfego, páginas mais visitadas, dados demográficos, entre outras informações, é possível identificar que grupo de pessoas está perto de comprar seu produto, ou que ainda estão conhecendo seu negócio. Com essas conclusões e grupos estabelecidos, vamos ao que interessa: remarketing na prática!

Com alguns padrões observados, é hora de montar nossos anúncios.

Para começar, vamos observar quais são as páginas mais relevantes que merecem estar nos anúncios. Não adianta fazer um anúncio de remarketing usando a homepage do seu e-commerce. Motivo? Não tem ação específica e clara. É fundamental em toda e qualquer ação de comunicação uma ação, uma intenção clara e específica. Assim, as chances do receptor entender sua mensagem são maiores. Por exemplo, se eu observei um grupo que está gostando do produto x, usaremos a página do produto x para montar seu anúncio de remarketing.

Continuando, esse anúncio precisa ser personalizado e ter um período de tempo. Caso você tenha oferecido um desconto para o grupo de pessoas que se interessaram no produto x, monte o material de forma personalizada e que tenha uma linguagem próxima da sua persona. Aqui, eu estou supondo que você conhece o seu público e não tem problemas com isso. Mas, se este não é o seu caso, é possível criar um público através do tráfego do seu site, no Facebook.

Conseguiu montar um anúncio personalizado? Fique atenta ao período de tempo que este anúncio ficará em veiculação! Imagina se o potencial cliente clica no seu anúncio querendo o produto x, mas está sem estoque? Por isso, é importante definir um período para que as vendas sejam feitas e também não frustre nenhum desavisado interessado no seu produto.

Uau, Patricia! Consegui fazer e veicular minha campanha de remarketing. E agora?

o remarketing pode ser sua estratégia de marketing digital

Bom, como todo e qualquer ação de marketing, depois de veiculado, é preciso avaliar os resultados. Mas, se este é o primeiro contato com remarketing do seu negócio, não vai ter como avaliar o resultado sem uma referência, certo? Pensando nisso, a dica que eu dou é: Veicule mais de uma opção de anúncio de remarketing para o grupo escolhido. Assim, você pode avaliar qual é a melhor forma de se relacionar com seu público e também qual possui maior chance de conversão.

É isso, meu povo! Espero que tenham gostado. Agora me responde uma coisa: O remarketing pode ser sua estratégia de marketing digital? Se você ainda tem dúvidas sobre como ter um e-commerce, eu recomendo este texto aqui.

Compartilhe este conteúdo para que mais pessoas possam crescer e realizarem seus sonhos através do empreendedorismo. Comente aqui embaixo se você tem alguma dúvida ou quer sugerir um tema aqui no site.

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

jun 29, 2018

Porque o marketing de permissão é a estratégia certa para você?

Opa! Tudo bom? Vim aqui para contar para você uma forma bem interessante de marketing que você pode implementar no seu negócio! Vou te explicar porque o marketing de permissão é a estratégia certa para você. Vamos lá?

Durante a história da comunicação, principalmente na comunicação de massa, víamos muitas mensagens sendo transmitidas de forma invasivas na TV, Rádio, Revistas E Jornais. A competição para manter a atenção do seu público era acirrada e, muitas vezes, encontrávamos muita poluição visual e, com isso, atrapalhava a experiência do indivíduo. Ainda hoje, com canais mais pessoais, encontramos este tipo de transmissão de mensagens. Quem nunca esperou os 5 segundos eternos para pular a publicidade do Youtube? Quem nunca selecionou aquela montanha de spam e mandou para lixeira, sem nem saber o conteúdo delas? Hoje, mais do que nunca, estamos mais intolerantes para comunicação invasiva e, por conta disso, uma estratégia de marketing ganhou força.

Em 1999, foi publicado o livro “Permission marketing: turning strangers into friends, and friends into customer” (Marketing de Permissão: transformando estranhos em amigos, e amigos em clientes), do Seth Godin, falando sobre Marketing de permissão. O nome é bem explicativo, não é? Trata-se de um esforço de comunicação e marketing que visa alcançar um público-alvo, com sua autorização, somente. Um direcionamento deste muda bastante o posicionamento de marca. Olha só:

Com uma imensidão de publicidade rolando na internet, uma postura diferente atrai a atenção do seu público-alvo. Aplicando o marketing de permissão, podemos produzir materiais para que as pessoas se tornem amigos primeiro para que, depois, se tornem um cliente. Temos assim, alguns benefícios do uso desta estratégia:

Cordialidade é comunicação

Com o marketing de permissão, fica mais otimizado o investimento, de forma a direcionar o esforço somente para quem realmente dispõe de atenção. Além disso, é uma economia de tempo e verba. Só quem tem interesse ao conteúdo que consumirá o material.

Outro ponto positivo é a possibilidade de educar o público para que conheça as aplicações de uso do produto ou motivos para buscar um serviço. Para buscar novos clientes, é uma ótima atividade, feita principalmente pelo Marketing de Conteúdo.

Marketing de permissão #elasonhaelafaz

Uma amiga primeiro, para que seja uma cliente depois. 😉

Como construção de marca, o marketing de permissão garante uma boa formação de base, por conectar com seu público de forma mais íntima, primeiramente. Além disso, mostra que a marca tem preocupação coma privacidade do indivíduo e estabelece, logo de início, um relacionamento baseado na confiança e transparência.

Prós e contras desta estratégia

Como nem tudo são flores, podemos citar aqui que, para implementar o marketing de permissão, é necessário utilizar um certo tipo de canal, os mais pessoais. Como alguns canais introduzem o espaço publicitário de forma invasiva, não faria sentido utilizá-las para esta estratégia.

Para estabelecer um vínculo, é preciso deixar, de forma clara, porque a marca quer o Opt-in do indivíduo e como vai ser usado este dado pessoal. É desta forma que tudo começa e assim deve continuar, para que a visão de marca continue como planejado. Acontecido o vínculo, é preciso oferecer conteúdo que atenda a demanda e seja clara e sucinta.

porque o marketing de permissão é a estratégia certa pra você

O conteúdo é a moeda para manter o relacionamento com o público e, posteriormente, convertê-lo à um cliente. Caso o indivíduo queira se desvincular da marca, é necessário deixar aparente o Opt-out para que não saia mal. O contato transparente e sincero é posição chave para o sucesso da estratégia. Outra postura importante para o marketing de permissão é de não compartilhar dados pessoais com parceiros de negócio. O público não consentiu com isso, portanto a relação abalaria.

Agora que você viu porque o marketing de permissão é a estratégia certa para você, estude mais sobre o assunto e trabalhe para aplicar a estratégia ao seu empreendimento. Gostou do conteúdo? Comente aqui se deseja saber mais sobre marketing de permissão! Compartilhe este texto e ajude mais empreendedoras a realizarem seus sonhos.

 

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri