Arquivos da tag: medo

jan 14, 2019

Conversa direta e clara: O que te impede de empreender?

Opa, tudo bom?

Já começo com esse choque de realidade: Você não avança mais por medo.

Sim, é duro. Sim, é difícil. E sim, eu também já tive momentos assim.

É normal do ser humano tomar uma ação mais protetiva quando a gente considera algo ameaçador.

Mas aí é que tá! O que é ameaçador? Será mesmo que tem fundamento a sua paralisia?

Agora a gente vai ter um papo bem direto e claro! Vamos conversar sobre o que te impede de começar?

Bora desconstruir juntas o que te faz travar e deixar agir o que você tem de bom, de potente e finalmente realizar seus desejos?

“Eu fracassei na minha última tentativa, Patricia.”

Bom, todo mundo tem uma experiência de fracasso. Não estou querendo desmerecer a sua, por favor! A questão é: Porque tem pessoas que conseguem se reerguer?

Quando a gente olha pro fracasso de uma forma mais ampla, observa os fatos que antecederam, a gente consegue tirar MUITO aprendizado. E segurança também, sabia?

“Mas como assim, Patricia?”

Quando você começou, na última tentativa, você com certeza não tinha conhecimento de algumas coisas que, naquele período de tempo, só a vivência ia te mostrar.

E você viveu, sentiu na pele o que deveria experimentar.

E olha, tá pra nascer aprendizado maior do que viver. Então, minha querida, você sabe exatamente que daquela forma, não é possível avançar.

E isto, caso você tenha percebido, dá uma segurança grande pra gente!

Então, ao invés de focar no que você deveria ter feito, que tal observar o que você aprendeu disto tudo? Que tal, também, adquirir novos conhecimentos a partir da nova perspectiva que o fracasso lhe proporcionou, hein?

“Patricia, eu não tenho situação financeira pra isso!”

Bom, quem me acompanha a mais tempo sabe do meu início no empreendedorismo. Não foi um passe de mágica e nunca vai ser! Inclusive, recomendo você ver o vídeo que eu gravei falando sobre como eu comecei.

Sendo ainda mais direta: Faça o que você pode, com o que tem, neste momento. Se você tem um trabalho fixo e quer ter seu próprio negócio, comece pequeno. Comece com os recursos que você tem.

Hoje, é possível baratear muito a sua produção, simplificar processos e otimizar o seu tempo.

Começando, você vai ter algo que é tão importante quanto dinheiro: Conhecimento de mercado.

“Patricia, até comecei, mas chega a um ponto que eu fico perdida!”

Olha, fico feliz que tenha dado o primeiro passo. Este passo já é desafiador. Comemore!

E sei que, com as tarefas rotineiras, o fato de que as contas chegam e você tem que ter dinheiro agora e, com isso, fica difícil pensar no futuro quando se tem coisas agora tirando a sua paz.

Mas, quando a gente começa, tem algumas ações que são FUNDAMENTAIS para você conseguir fazer as suas decisões no futuro.

Uma delas é o plano de negócio. Você precisa saber realmente como vai ser o seu empreendimento. Isso vai te economizar energia preciosa para lidar com o trabalho.

Segundo é o plano estratégico. Eu já falei sobre isso aqui no site e pode te ajudar muito a tomar decisões no futuro.

E um bônus: Planejamento criativo. Sim, existe uma forma de organizar o seu potencial criativo!

Ter este material em mãos vai fazer com que você veja com mais clareza o que pode tender a ocorrer no futuro, te dando mais segurança para fazer decisões estratégicas.

“Mas, no dia-a-dia, Patricia?”

Bom, aqui o que eu faço é listar minhas metas e organizá-las entre o que são relevantes para o meu negócio e o que não são tão importantes.

Depois eu fragmento as metas importantes em submetas e organizo entre os dias da semana. Assim eu não fico louca com tanta coisa na minha mente e consigo ser mais objetiva no meu trabalho!

Importante que isso aqui eu não considerei as tarefas que eu posso delegar, o que também ajuda demais!

Tem mais alguma coisa que te impede? Me conta! Minha experiência empreendedora pode te ajudar e terei o maior prazer em fazer isso.

Compartilha com aquela sua amiga ou amigo que quer empreender e não consegue começar. Ou com seu feed todo, também pode.

Um beijo, tchau!

nov 6, 2018

Desânimo durante a carreira. Vamos falar sobre isso?

Opa, tudo bom?

Uma das preocupações que recebo e que todo mundo que decide caminhar pela carreira empreendedora tem é o desânimo durante a carreira. Vamos falar sobre isso?

Bom, primeiramente, quero falar com você sobre o que a gente vê por aí. Muita animação, atividade e energia, principalmente no feed. Assim, podemos pensar que há pessoas que nunca ficam desanimadas, e isso não é verdade! É totalmente normal nos sentirmos desanimadas com algo. É um sentimento que, sem exageros e anormalidade, indica algo na nossa vida de deve ser aceito ou mudado. Até aí, parece fácil né? Mas e quando o desânimo não termina?

É para ficar em alerta, moça. Aqui, vou falar com o que é real, o que no plano da ação pode ser realizado.

Calma, amiga! Vou te ajudar.

Todas e todos nós temos conflitos mentais e emocionais que podem refletir com sentimentos negativos e sintomas físicos, inclusive. É fundamental você identifica-as através da ampliação do seu olhar perante às suas ações. No bom português, é você olhar para o seu presente e passado, sem fragmentar a sua realidade em crenças, e ver como seu conflito age nas suas escolhas e ações. Não é fácil, já vou te avisando! Sozinha não é possível, vai ser importante você ter o acompanhamento de um profissional da área da saúde mental (um psicólogo/psiquiatra/terapeuta).

Se você conseguiu observar os seus conflitos e como eles atuam em você, é preciso sempre lembrar de algumas coisas:

  • O pensamento, na maioria das vezes, é mentiroso;
  • Mudanças abruptas são ilusões;
  • Trabalhe sempre com o real.

 

Sobre o pensamento, o que quero dizer é que na grande maioria os seus pensamentos são estruturados também sob a influência dos seus conflitos. Então, pode ocorrer de vir pensamentos que não são verdadeiros, como: “no que as pessoas vão pensar? ” Ou “Não sou capaz de fazer isso”. O que o pensamento das pessoas, vai mudar na sua realidade? Os pensamentos alheios são realmente importantes para o que você faz? Você, já observou melhor as suas realizações de vida para constatar que não é capaz? Qual é o primeiro passo para se tornar mais capaz de realizar algo?

Percebe que, quando olhamos para nós com mais distância, afeto e sensatez, as coisas mudam um pouco?

Outra coisa que a gente se ilude é as mudanças. A gente tem a ânsia de mudar tudo rapidamente. Internamente, a gente precisa viver com consciência cada passo que damos para a evolução acontecer e, assim, haver mudança de verdade. Se a gente faz, por exemplo, academia 5 horas por dia, durante 5 dias da semana, do nada, essa rotina não vai se sustentar por muito tempo, tenho certeza! Sabe o porquê? Por que você agiu na ânsia, na euforia, não esteve presente por inteira. E com certeza seus conflitos irão te vencer, e o desânimo vai voltar com mais força.

Então respira, amiga. Respira com calma e se reconecte com sua essência.

É assim que quero te ver, sorrindo!

Volta para a sua existência e observe que primeiro passo você pode dar agora. Viu que conseguiu dar o primeiro passo? Dá o segundo. Depois o terceiro, o quarto e assim por diante. Não espere as coisas mudarem em você para agir. Se movimente para ver as coisas mudarem em você. Não é fácil, eu sei. Mas as coisas realmente mudam se você conseguir.

É provável que, nessa caminhada, você imagine e pense diversas coisas só para você voltar ao que era antes, de volta à zona de conforto dos seus conflitos. Talvez você queira barganhar com estes pensamentos e caia na armadilha deles. Lembra que, na maioria das vezes, o pensamento é mentiroso?

Então, volte sua atenção sempre para o real. O que você vê? O que você fez? Suas realizações mudaram sua vida? Faça estes questionamentos para você mesma e compare com o seu primeiro, segundo, talvez até o seu terceiro pensamento. Sempre ampliando a sua atenção para suas realizações. Assim você até consegue sentir prazer por ter conseguido fazer alguma coisa que imaginava não conseguir. E é bom comemorar, faz parte da caminhada!

Lembre-se: O desânimo em si não é ruim. É só um sentimento seu, como qualquer outro. O problema é quando há sofrimento e/ou um padrão que prejudica você e os outros ao seu redor. Procure ajuda profissional para cuidar do seu coração e da sua mente. Eles são importantes demais para serem deixados de lado.

Espero muito que este texto te ajude a se sentir um pouquinho melhor! Aqui eu montei este texto baseado na linha existencialista da psicologia. Mas existem outras linhas que podem ser mais compatíveis com você. Pesquise, experimente até achar uma forma que se sinta bem. Compartilhe este texto com mais pessoas e assim você estará ajudando-as a se livrarem de um sofrimento na vida delas. Olha que incrível!

Tem sugestão de tema? Comenta lá no @elasonhaelafaz que terei o prazer de ler!

Um beijo, tchau!

mar 23, 2018

6 dicas importantes para você que está vivendo um momento de fracasso

Opa, tudo bom? Espero que sim! Depois de preparar um conteúdo falando sobre inseguranças e medos ao começar a empreender, assunto que as seguidoras do @elasonhaelafaz me mandaram, eu pretendo continuar. Se você ainda não viu o texto passado, clica neste link.

Mas agora, vamos falar de uma etapa difícil na vida das empreendedoras que conseguiram começar a dar os passos no empreendedorismo, mas por algum motivo, o seu negócio não se sustentou.

Vou compartilhar com você algumas dicas importantes para você que está vivendo um momento de fracasso ou se você quer ficar preparada para um momento assim. Vamos lá?

Reveja sua trajetória

Muita coisa aconteceu até o momento do fracasso. As coisas simplesmente “não dão certo”. Por isso, é importante que você consiga enxergar nesta situação um aprendizado que seja valioso para continuar empreendendo. A sua trajetória é cheia de ensinamentos que, na vivência, é bem difícil perceber e refletir. Tire um tempo para você analisar o que pode ser mudado e o que pode continuar.

Modere na cobrança interna!

É bem provável que você esteja se cobrando excessivamente por ter fracassado ou por estar perto disso. Bom, no mundo empreendedor, é preciso mesmo ter este impulso para realizar suas tarefas e ter responsabilidade no empreendimento, mas excessivamente só te paralisa. Se você se sentir à vontade, converse com uma pessoa de confiança e desfaça toda esta carga de culpa e cobrança. Você fez o seu melhor naquele momento!

O velho clichê: Pensamento positivo.

Os clichês são poderosos, não tem jeito! Se tem algo que nos ensina bem por meio de palavras, são os clichês. Então vamos a um que falo bastante por aqui: Alimente seus pensamentos positivos! Eles são essenciais para momentos de resiliência. Você tem um poder aí dentro que pode me mover. Esteja conectada com você e amplifique seus pensamentos positivos!

Busque um “mestre”

Nos momentos de fracasso, é capaz que você duvide de suas habilidades e conhecimento empreendedor. Então vamos trabalhar para nos desenvolver ainda mais? Busque conversar e aprender com pessoas que são na carreira empreendedora e possui mais experiência e conhecimento. Mais de uma mentora? Melhor ainda. O importante é buscar aprender e se desenvolver sempre!

Invista em conhecimento!

Assim como conversar com mentoras, buscar por conta própria aprender sobre algo que você não sabe muito ou desenvolver ainda mais seu ponto forte é um ótimo meio de se reerguer após um fracasso. Você está se fazendo algo para você e vai sair disso tudo muito mais forte!

Viva a fossa!

Pois é. Tá no fundo do poço? Não adianta negar isso dentro de você. Vamos ficar tristes? Vamos. Vamos aceitar o momento? Vamos. Então vamos seguir em frente? POR FAVOR! Viva estas etapas de forma verdadeira para que nenhum pensamento ruim do passado ou receio fique te atormentando. O que passou, passou. O importante disso tudo é tirar um aprendizado de suas experiências, como havia dito lá no começo do texto.

É isso! Quero agradecer a todas que compartilharam suas dificuldades neste momento de fracasso. Sem vocês, este conteúdo não saía! Espero, de verdade, que ajude você a se preparar ainda mais para esta vida empreendedora e que consiga realizar seus sonhos. Fique ligada que estarei fazendo mais conteúdos sobre as dificuldades que compartilharam comigo.

Se você gostou do texto, compartilhe! Você estará ajudando outras pessoas neste momento difícil. Tem mais alguma dica, crítica ou só quer dar um alô pra mim? Comenta aqui embaixo.

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri

mar 21, 2018

Como lidar com a insegurança e o medo ao empreender?

Opa, meu povo! Tudo bem com vocês? Esta semana eu pedi para os seguidores do perfil @elasonhaelafaz (Se você ainda não me segue lá, vamos seguir?) me contassem quais eram mais maiores dificuldades deles ao empreender. Como um dos objetivos de estar aqui é poder ajudar mulheres a realizarem seus sonhos através do empreendedorismo, nada melhor do que ouvi-las. A todas que compartilharam suas histórias, MUITO OBRIGADA! Vocês também me motivam e inspiram, sabia?

Como lidar com a insegurança e o medo ao empreender? Esse é o assunto deste texto e tenho certeza que vai ajudar você a realizar seus sonhos. Vem comigo? #elasonhaelafaz

Bom, voltando ao texto, o que elas mais relataram foi a insegurança e o medo ao começar a empreender e o receio de crescimento. Então, prepara um cantinho confortável, se quiser anotar, pegue papel ou caneta (se você for da antiga como eu), e vamos trocar uma ideia séria juntas.

O que muitas me contaram é o que geralmente acontece com literalmente todas as pessoas em qualquer parte de suas vidas. O novo é algo que ainda assusta as pessoas e é totalmente compreensível. Mas este novo não quer dizer que seja desconhecido! O medo e a insegurança podem ser amenizados com um bom planejamento e organização. Vou deixar organizado aqui tudo o que você precisa saber para lidar com a insegurança e medo ao empreender, através de experiências próprias e muita pesquisa.

Cada negócio é único

Por serem únicos, não adianta fazer comparação com o que você tem e com o que os outros têm. Isso só alimenta a sua fonte de medo e insegurança. Por isso, é importante saber que cada negócio é único e tem seu propósito na sociedade. Este empreendimento veio do seu sonho, um ser ÚNICO e ESPECIAL. Por isso, seu negócio não seria diferente!

Descubra a fonte dos seus medos

Falando em (não) alimentar os medos, precisamos saber da onde veio este medo, esta insegurança. Foi uma experiência sua no passado? Foi algo que você leu ou viu? Conheça a fonte de tudo que te paralisa. Conseguiu achar a sua fonte? Então tente entende-la! É importante observar isso com uma parte de você e que é normal! Compreenda o que faz você sentir insegurança e crie soluções para contorna-la. Enfrentar, geralmente, não é a forma mais eficaz e muito menos mais fácil. Mas, com dedicação e aceitação, você consegue contorna-la e até mesmo diminuí-la.

Planejamento é tudo!

Como estamos lidando com o medo e a insegurança, pensamos em situações hipotéticas por muitas vezes. É importante substituir estes pensamentos limitantes com um bom planejamento do seu negócio. Desta forma, você consegue observar o futuro do seu empreendimento com mais clareza e consegue fazer decisões com mais segurança. Eu tenho um vídeo que pode te ajudar MUITO nessa parte. Vou deixar o link aqui.

Analise sua história empreendedora

Algumas pessoas que compartilharam suas histórias me contaram de fracassos e tentativas de empreender. Eu vejo isso como uma baita coragem! Pensa comigo: Essa pessoa deu o primeiro passo, que já é difícil para algumas, ela se esforçou com as ferramentas e conhecimento que tinha no momento e foi realizar seu sonho. Olha, tá de parabéns! Não deu certo no momento? Que bom! Não era para ser. O importante é observarmos estas tentativas e o fracasso como uma (bela) forma de aprendizado. Por meio de experimentações, você adquiriu informações valiosas para saber qual caminho não seguir e qual caminho seguir desta vez. Por isso, analise com honestidade e sem julgamentos o que você fez nestas tentativas e veja o que você pode mudar e o que pode continuar tentando.

Converse e ouça outras empreendedoras

Trocar ideias sobre o assunto é uma ótima forma de ganhar confiança, sabia? É a oportunidade que você tem de ter novas ideias e novas possibilidades para começar. É o que estamos fazendo neste momento, percebeu? Neste exato momento você está em contato com novas ideias e tem a oportunidade de conversar sobre sua história. Você também tem a possibilidade de ter um ganho de conhecimento ainda maior com o meu curso online, que tem conteúdo que não falo aqui, além de conhecimento exclusivo de Los Angeles, diretamente de empreendedoras consolidadas dos EUA. Vou deixar o link com maiores detalhes aqui.

É isso! Sentir insegurança e medo fazem parte de nós. Mas isso não pode nos paralisar! Temos algo muito especial para realizar: nossos sonhos. Então, reveja o que sente e vamos à ação! Você tem muito para contribuir e tenho certeza que seu sonho vai se realizar.

Se você gostou deste texto, compartilhe com quem quiser! É uma forma de ajudar mais pessoas. Comente aqui embaixo se você tem dúvidas, dicas ou quer só dar um alô mesmo!

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri