Arquivos da tag: produção

mar 14, 2018

Como organizar a produção do meu produto?

Opa, meu povo! Tudo bom com vocês? A pergunta “Como organizar a produção do meu produto?” é ainda sem resposta para as pessoas. Mas aqui, vou te dar umas dicas para organizar seu negócio da forma mais adequada. Vem ver!

De uns tempos para cá, temos percebido muitas mudanças tecnológicas, não é mesmo? No nosso cotidiano, a gente consegue observar as inovações e novos produtos que estão em lançamento. De forma geral, podemos ver que são apresentadas diversas possibilidades de produtos, numa escala reduzida.

Você tem muitas opções de produtos, mas tem pouco estoque por aí. Isso se dá pelo comportamento mais criterioso do consumidor, que direciona a forma que lidamos com bens e serviços e impulsiona transformações no modo de produção.

Agora, partindo para o seu negócio ou futuro negócio, fica a dúvida: Como organizar a produção do meu produto? Vou te dar algumas dicas e depois você observa qual é a melhor forma para o seu business. Vamos lá?

A primeira forma de produção é umas das primeiras formas concebidas. Lá no início da Revolução Industrial, um dono de fábrica de carros pensou numa forma bem legal de produzir seus carros.

Através de três conceitos, ele formou uma linha de produção rápida, produtos bem mais baratos e acessíveis, mas que tinha pouquíssima possibilidade de customização. Os três conceitos são:

  • Intensificação: Diminuir o tempo de produção, fazendo com que o trabalho vá até o colaborador.
  • Economicidade: O objetivo era diminuir o estoque de produtos feitos diminuindo a quantidade de etapas da produção até o consumidor (integração vertical) e aumentar os centros de distribuição e espalhar pelo território (integração horizontal).
  • Produtividade: Era importante ter um trabalhador especializado numa função para aumentar a produção.

Dessa forma, se fazia muito, em pouco tempo, com custo mais baixo, mas com pouca possibilidade de mudanças no produto final.

Henry Ford - Fordismo - #elasonhaelafaz image by http://leandronazareth.blogspot.com.br

Olha o tal dono de fábrica de carros! O nome dele é Henry Ford.

Depois de muitas experiências, testes e a própria mudança de comportamento do consumidor em geral, foi percebendo que o produto com alta possibilidade de customização e alinhado a ideais como sustentabilidade e inclusão social, por exemplo.

E no lado de quem produz, foi se questionando muito mais o valor do trabalho, no sentido de reconhecer um significado que dê importância ao trabalho realizado, além da possibilidade de contribuição intelectual e no conhecimento formado no ambiente de trabalho.

Resumindo, a inovação é um dos pontos de regem o mercado atualmente. Mas como levar estes conceitos para o negócio recém-aberto ou ainda na fase de projeto? É bem simples! Tem alguns conceitos que podem te ajudar:

  • Organização corporativa mais horizontal: Com muitas etapas na tomada de decisão, o processo fica mais burocrático e não dá espaço para novas ideias e conhecimento da base, que é quem bota a mão na massa. Por isso, foi pensado num conceito organizacional mais horizontal. O conceito se distancia da verticalidade e deixa a empresa mais informal, onde todos as pessoas se unem para tomada de decisões e contribui com o que sabe. É um espaço mais democrático, interessante para o colaborador, que se sente importante e melhor para surgirem novas ideias.
  • Flexibilidade de trabalho: Ficar preso a uma função por muito tempo acaba desanimando o colaborador. Aliás, hoje em dia, todo mundo fica desanimado com uma situação dessas, né? Nós, empreendedoras, mais ainda! Nada de ficar na mesmice. A ideia é flexibilizar as funções com a equipe para que todos saibam sobre o resultado do trabalho, poder conhecer todo o processo e contribuir com soluções que melhorem a produção.
  • Trabalho em equipe: A união de colaboradores para um objetivo em comum foi vista como uma forma de alcançar o sucesso. Através da atenção com outro, liberdade para discussão, alto comprometimento com a equipe, facilidade para tomar decisões em equipe, é possível formar um ambiente de trabalho mais produtivo para o negócio e mais motivador para os colaboradores.
brainstorming - image by freepik

Organizações horizontais: Mais ideias, menos burocracia!

Com as diversas possibilidades tecnológicas, é possível atuar de forma mais horizontal, atender os nichos com mais atenção à suas necessidades e construir uma imagem corporativa mais alinhada aos anseios da sociedade. Lembrando que aqui neste texto eu trouxe duas formas BEM distintas e que entre elas há outras formas que foram pensadas ao longo do tempo e das mudanças no mundo.

Ache nestas ideias, uma forma que você ache que vai dar certo com a proposta do empreendimento e mão na massa! Com a ação, você vai descobrindo desafios e soluções para o seu business.

E aí, gostou do texto? Espero que sim! Compartilhe este conteúdo com outras empreendedoras e ajude-as a também conseguirem realizar seus sonhos através do empreendedorismo. Tem alguma dica, crítica ou elogio? Comente aqui embaixo que eu estou sempre de olho!

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri