Arquivos da tag: sororidade

dez 12, 2018

Empreendedoras contra o assédio sexual

Opa, tudo bom?

Nossa missão aqui tem sido gratificante por observarmos um crescimento no número de empreendedoras. Nós estamos nos tornando independentes financeiramente.

Segundo o Monitoramento de Empreendedorismo Global, de 2003 a 2017, houve um aumento de mais de 65% no número de empreendedoras.

No entanto, ainda encontramos muitos obstáculos na nossa caminhada. Todas elas se relacionam na forma que a sociedade de organiza, desigualmente masculina.

Um destes problemas foi relatado numa matéria da CNN, após algumas notícias terem resultado em renúncia de alguns investidores dos EUA: Assédio sexual.

Como sabemos, para abrir ou dar passos maiores para o crescimento de um negócio, precisamos na maioria das vezes de investidores que possam injetar capital suficiente para o desenvolvimento do business.

Estas pessoas buscam conhecer não só o negócio, mas suas figuras de liderança. Pela visão deturpada do patriarcado, vemos investidores homens lidando com empreendedores homens estritamente profissionalmente, o reconhecendo como empreendedores.

Isso geralmente não acontece quando a figura de liderança do empreendimento é uma mulher. A empreendedora é vista como uma mulher, objetificada e vazia.

Na matéria, algumas empreendedoras do EUA relataram casos de assédio por investidores. Uma delas relata que, durante uma reunião numa cafeteria, foi surpreendida pelo investidor pegando em seu rosto e tentando beijá-la.

Ela reagiu, mas o homem continuou a tentar beijá-la, de forma mais agressiva. Ela então sai do local e ele insiste em acompanha-la até seu quarto de hotel. A empreendedora então o manda ir embora.

Os problemas vivenciados por esta e outras empreendedoras se tornam difíceis de serem solucionadas por elas não encontrarem ajuda que as ouça.

Muitas das empreendedoras que relataram suas histórias na matéria foram aconselhadas a ficarem em silêncio para não afetarem seu negócio e sua vida.

Mas quando observamos um comportamento de mulheres apoiando outras mulheres, vemos que muitas empreendedoras vivenciam problemas como este e que só viram que seriam ouvidas quando outras mulheres se juntaram para fortalecerem.

Por isso a importância da sororidade também no empreendedorismo feminino. Por mais que as mulheres estejam ocupando mais postos de trabalho, cadeiras de poder ainda são ocupadas predominantemente por homens.

Cabe a nós não nos calarmos e nos apoiarmos, pois não está em jogo só as nossas vidas, mas as vidas de colaboradores e parceiros das nossas empresas.

Vamos falar mais sobre assédio! Compartilhe este texto e ajude outras empreendedoras a mudarem o cenário social do Brasil e do Mundo.

Um beijo, tchau!

jul 3, 2018

A colaboração vence a competição, na teoria e na prática.

Opa! Tudo bom? Hoje eu vim para mostrar que a colaboração vence a competição, na teoria e na prática! Vamos lá?

A frase “colaboração vence competição” é um mantra em várias áreas da vida. Seja ela social ou profissional, colaborar possui muito mais significado nas suas ações do que simplesmente alcançar o topo, não importando os meios para isso.

Não podemos ser hipócritas, ainda existe a competitividade no mundo corporativo e isso ainda serve para movimentar os negócios. No entanto, podemos e devemos incluir ações que construam uma ajuda mútua entre empresas. É uma forma de construção de marca, crescimento de vendas, participação no mercado… Seja qual for o seu objetivo, colaborar tem sido um caminho para alguns negócios.

Oficialmente, podemos definir a estratégia onde fazemos parceria com outra empresa e promovemos os dois serviços/produtos juntos por meio de um conjunto misto de recursos como co-marketing. É usado muito em empreendimentos que são B2B2C (Empresas que vendem para outras empresas, que vendem para consumidores) e aqui a gente vai usar esta estratégia como exemplo teórico para que você veja como é importante gerar colaboração com outros empreendimentos para que ambos possam oferecer o melhor para seus respectivos públicos.

Tá bom, mas e na prática? Como isso funciona?

Um exemplo que acontece a um bom tempo é com empresas de telecomunicações e serviços de streaming. As empresas colaboram entre si para que ambas possam aumentar suas vendas, fazendo a seguinte oferta: Adquira o plano X e ganhe Y de desconto na aquisição do Spotify.

Com certeza você já deve ter visto ofertas parecidas com essa, não é mesmo? Estas empresas viram que, seus serviços atendem à públicos próximos e decidiram colaborar entre si para que o consumidor saia ganhando, e as empresas também.

Agora, olhando para o seu negócio, quais empresas não concorrentes podem ser uma possibilidade de uma colaboração?

O que o seu serviço ou produto pode contribuir para um outro serviço ou produto se torne algo com mais recursos?

Essas perguntas serão facilmente respondidas se a seguinte questão está bem clara para você: Quem é o público que consome o serviço/produto do seu empreendimento?

É essencial que você conheça seu público-alvo para que o co-marketing atinja as expectativas. Então, agora você percebe que a colaboração vence a competição? Quero saber também: O que você, como empreendedora feminina faz para que outras empreendedoras consigam sua autonomia? Muito mais do que sucesso econômico, empreendimentos são feitos de significado para a sociedade!

E aí, gostou do texto? Então bora compartilhar com o povo? Vamos se ajudar e crescer juntas! Tem alguma experiência para compartilhar? Comenta aqui embaixo que vou adorar ler.

Um beijo, tchau!

*****

Assine a newsletter e receba informações valiosas

sobre empreendedorismo e tudo que envolve o universo #elasonhaelafaz.

http://bit.ly/ListaDaPatri